História de Petrópolis é tema de espetáculo que estreia com transmissão ao vivo e gratuita neste sábado (10)

08/abr 17:55
Por Redação/Tribuna de Petrópolis

Com uma nova roupagem o espetáculo “Petrópolis Uma Cidade Imperial” será apresentado em plataforma digital, neste sábado (10), às 17h. A exibição gratuita será viabilizada pelos canais da Xdaquestão Produções no Facebook e Youtube. A remontagem do trabalho foi possível com recursos da Lei Aldir Blanc e tem no elenco os atores Andrea Dutra, Ariel Barbosa, Fabio Branco, Flávia Miranda, Jonas Raibolt, Monica Campos, Nathan Cardoso e Vania Moreira.

O espetáculo original foi montado em 2015 pela Xdaquestão Produções, através do Edital de Concorrência promovido na época pela Prefeitura Municipal de Petrópolis, com recursos da Funarte – Fundação Nacional das Artes. Para essa atual proposta foi promovida uma nova pesquisa histórica, com recorte mais objetivo. A nova versão teve texto e o elenco revistos e criado novo cenário, figurinos e adereços.

De acordo com Maurício Araújo, a intenção desse projeto é a realização de um espetáculo de teatro que apresente uma seleção histórica, da forma mais neutra possível, alinhada aos mais relevantes momentos da existência de Petrópolis e dos seus personagens ilustres. Para ele, o espetáculo cumprem o papel de “complementação a disseminação de conhecimento e conteúdo sobre a cidade, sua história e as pessoas que a construíram”.

O espetáculo pretende contar as histórias mais marcantes da Cidade Imperial, desde os tropeiros que passaram pela cidade, a vinda dos colonos germânicos, passando pelo Império e chegando a atualidade. A montagem visa costurar os fatos históricos e as maravilhas naturais existentes na cidade.

O projeto conta com a pesquisa assinada pela historiadora Maria Angela Gomes que afirma que através de uma linguagem lúdica e pedagógica o espetáculo vai retratar o que foi selecionado na pesquisa. “Elaborei uma pesquisa detalhada e baseada em fontes renomadas, momentos históricos relevantes e peculiares da história dos colonizadores e cidadãos normais e, dessa forma, vamos conseguir transmitir informações que comprovam a contribuição da cidade de Petrópolis na história do Brasil e no desenrolar da democracia nacional”, ressaltou a historiadora.

O diretor Geral é Maurício Araújo, conta com colaboração da diretora de Produção e Secretária Teatral Carla Coelho, da assistente de produção Rosane Guitarelli, do diretor Artístico e dramaturgo Paulo Marcos de Carvalho e ainda, da historiadora Maria Angela Gomes, cenógrafa Natália Lana, figurinista e aderecista Pryscila Dias. A nova versão do projeto conta ainda com o intérprete de libras e audiodescritor, André da Silva Vieira

Últimas