Hingo Hammes decide fazer intervenção na Assistência Social

09/set 03:06

Assim como deslocou o chefe de Gabinete Fábio Junior, para uma intervenção na Secretaria de Educação para tentar resolver a crise de falta de merenda e pessoal, o interino Hingo Hammes fará uma intervenção na Secretaria de Assistência Social. Tem pressão do judiciário que não consegue fazer a pasta enxergar demandas urgentes com população em vulnerabilidade e também dos empresários que reclamam de uma superpopulação de pessoas em situação de rua.

Insatisfação

O prefeito interino já vinha bem insatisfeito com a condução da pasta, mas parece que tudo piorou bem depois que ele foi a um evento no governo do Estado onde se discutia ações para apoiar os órfãos da covid, uma população de mais de 45 mil crianças e adolescentes no país que ficaram sem os pais. Aqui em Petrópolis nenhuma palha foi movida e Hingo Hammes passou vexame na reunião.

Chama o Gil!

Hingo Hammes optou em chamar Gil Kempers, secretário de Defesa Civil, para fazer essa intervenção pedindo que houvesse aproximação entre ele e a Assistência Social. Antes tinha pensado em Fernanda Ferreira, hoje na Secretaria de Relações Institucionais, mas acabou achando que Kempers poderia ser a melhor opção. Hingo Hammes queria que fosse uma coisa bem discreta para não se desgastar com Yuri Moura, vereador com, digamos, influência na pasta. Ooooops, mas agora a gente já contou…

Calma, gente!

O ex-prefeito de Colatina, Sérgio Meneguelli, que estará em Petrópolis amanhã em uma palestra mostrando como ser um bom gestor vai ter que ficar de olho. Se bobear nosso interino Hingo Hammes empurra pra ele uma capina, uma roçada… quem sabe até um Adote uma Praça!

Só melhora

Sobre o secretário de Saúde Aloísio Barbosa ter dito aos Partisans que a gestão passada não providenciou a obra para a instalação do tomógrafo no Hospital Nelson de Sá Earp a então titular da pasta, Fabíola Heck, se manifestou nos enviando um print das redes sociais da prefeitura de 11 de dezembro mostrando o início da obra e assinalando que “por outros problemas estruturais no decorrer desse ano ainda não concluiu a instalação”, o que a gente já tinha notado.  Sobre não ter se começado a obra antes do aparelho chegar, em junho de 2020, ninguém falou nada ainda, não.

A obra começou em dezembro, mas até agora, nada: tomógrafo do HMNSE.

Contagem         

Petrópolis está há 251 dias sem prefeito eleito pelo povo.

Ué? Mas só agora?

De forma tímida a Câmara de Vereadores se posicionou sobre o processo de contratação- sem licitação – de uma empresa que vai empregar pessoal de apoio para as escolas municipais.  Só no final de semana é que Yuri Moura se manifestou dizendo que vai fiscalizar, mas isso depois de o Sepe-Petrópolis denunciar o caso ao Ministério Público incluindo a não divulgação da oferta de vagas e a contratação emergencial que a prefeitura não tornou pública.

Bem na foto

E o vereador Dudu está nadando de braçada em relação aos colegas.  Tem maior trânsito no governo interino de Hingo Hammes e ele próprio indicou a presidência da Comdep. O resultado se viu no final de semana: a prefeitura inaugurou asfalto, quadra reformada e até banheiros para os feirantes no Alto da Serra. E ainda descerrou placa e posou para fotos. Assim fica cada dia mais difícil Dudu defender Bernardo Rossi.  E Marcelo Lessa que se cuide: Dudu é federal!

E o vereador Dudu está em to-das! Praticamente um new Baninho, de vice-prefeito.

Eita!

Professores a postos na segunda-feira para dar aulas – no sistema híbrido – mas a plataforma ‘Educa em Casa’ ficou o dia todo fora do ar. Provavelmente emendou o feriado em Búzios ou no Peró.

1.462 ‘homenageados’

E o prefeito interino Hingo Hammes sancionou a lei que instituiu o “Dia Municipal em Memória dos Cidadãos Petropolitanos Vítimas da Covid-19”, a ser lembrado, anualmente, em 20 de março, uma iniciativa da Câmara de Vereadores. E serão ‘homenageados’ 1.462 moradores da cidade que perderam as vidas para a doença.  Não sei, não… Para os Partisans a melhor homenagem era se eles estivessem vivos e vacinados.

Barba, cabelo e bigode

A direita também é desunida, inclusive em Petrópolis. Sobre as manifestações bolsonaristas no 7 de Setembro, o vereador Octávio Sampaio foi acusado de querer apenas para si o evento. Quem se manifestou foi Marcelo Lessa dizendo que nem ele, nem Mauro Peralta, bolsonaristas de plantão e que estavam presentes, foram mencionados no carro de som por Octávio Sampaio. Depois de ter desancado o colega, Lessa arrematou: “Tenha postura de vereador. O senhor agora é vereador. Recado está dado: se não gostar vem pra dentro”.

É assim mesmo!

Ah, as fichas caem. Demora, mas caem. Agora que os vereadores estão notando que são… pessoas públicas! Mauro Peralta que usa uma máscara daquelas que parecem cueca desbeiçada ficou assustado com a quantidade de pessoas que reclamaram em suas redes sociais que na manifestação bolsonarista de 7 de Setembro  ele tava com o acessório embaixo do nariz.  Mais de umas 50 pessoas deitaram os cabelos no Facebook do vereador.


Contatos com a coluna: lespartisans@tribunadepetropolis.com.br

Últimas