Governo trabalha para atrair fábrica da Tesla

  • 01/03/2020 14:40

    Após muitas especulações, o presidente Jair Bolsonaro confirmou pelo twitter que o governo brasileiro está em negociações para trazer uma fábrica da montadora Tesla para o Brasil. O presidente afirmou que irá aos Estados Unidos nos próximos dias e que dentro da agenda de compromissos está programada a tentativa de trazer a empresa de Elon Musk para o Brasil. 

    Os rumores surgiram quando foram reveladas fotos de negociações entre Marcos Pontes, Ministro da Ciência e Tecnologia, com representantes da montadora no Brasil. De acordo com a agenda pública do ministro, ele se reuniu com o deputado, Claiton Galdino, diretor de desenvolvimento de negócios de Criciúma e Anderson Pacheco, engenheiro sênior de produção da companhia. Depois, novas informações foram dadas pelo intermediador Daniel Freitas (PSL-SC), deputado federal autor do projeto de lei que prevê isenções e incentivos para veículos elétricos. 

    As negociações com fabricante de carros americana está na fase inicial. A reunião foi o passo inicial para organização de uma missão brasileira aos Estados Unidos que visitaria a Tesla e apresentaria aos seus executivos as vantagens da instalação da montadora no Brasil. Apesar de não existir confirmação oficial, especula-se que Santa Catarina seria o possível destino da fábrica. 

    Leia também: Versões híbridas do Jeep Renagade e Compass chegarão este ano no Brasil

    As vendas de veículos elétricos no Brasil têm crescido e incentivado alguns lançamentos que incluem um modelo híbrido da Toyota que funciona com motor a etanol. A GM lançou no país o modelo Bolt, importado dos EUA, no ano passado, e a Renault já vende os modelos Zoe e Leaf no Brasil. Em 2019, as vendas de veículos híbridos e elétricos no Brasil somaram 11.844 unidades, após 3.965 em 2018, segundo dados da associação de montadoras, Anfavea. 

    A possibilidade da implantação de uma fábrica da Tesla no Brasil seria até 2023. A Tesla é uma das maiores fabricantes de veículos elétricos e autônomos no mundo. Uma parceira entre o Brasil e a empresa poderia gerar milhares de empregos diretos e indiretos, nas projeções do governo federal. 

    Leia também: Consumo de combustíveis cresceu 2,89% em 2019, segundo balanço da ANP

     

     

    Últimas