Governo inaugura complexo de atendimento infanto-juvenil

12/03/2016 12:52

O Governo do Estado inaugurou, nesta sexta-feira (11/3), as delegacias da Criança e Adolescente Vítima (DCAV) e a de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA). Instaladas em prédios históricos reformados na Lapa, as unidades especializadas receberam investimento de mais de R$ 6,2 milhões do Grupo Executivo do Programa Delegacia Legal, vinculado à Secretaria de Obras. A recuperação do patrimônio histórico foi realizada ao longo de dois anos.


– Estas delegacias trazem melhores condições de trabalho aos nossos policiais e à população atendida – afirmou o secretário de Segurança, José Mariano Beltrame.

O complexo de atendimento infanto-juvenil é uma unidade de grande porte, com uma área total construída de 1.703,50 metros quadrados, distribuída em três andares, sendo a DCAV com 790,70m² e a DPCA com 912,80m². Nas unidades, a área de atendimento ao público tem um espaço destinado à recreação e conta com brinquedoteca. Além disso, o setor de investigação preliminar é contíguo à área de atendimento ao público integrado com os atendimentos social e psicológico.
 

– As duas delegacias desempenham um papel determinante, tanto na proteção efetiva à criança e ao adolescente como no enfrentamento da criminalidade que faz uso de menores e adolescentes – explicou o chefe de Polícia Civil, Fernando Veloso.
 

As especializadas têm computadores conectados à central de dados da Polícia Civil, além de impressoras, switch, roteador, scanner e câmera. As unidades contam com atendentes universitários das áreas de serviço social e psicologia.

Prédios históricos


A reforma da edificação que abriga as delegacias da Criança e Adolescente Vítima e a de Proteção à Criança e ao Adolescente foi um desafio para a equipe de arquitetura do Programa Delegacia Legal. Para reconstruir os prédios, inaugurados em 1927, e que estavam totalmente degradado, os técnicos realizaram durante cinco meses, ampla pesquisa histórica e iconográfica em arquivos, bibliotecas e na documentação existente.

Por se tratar de uma área que faz parte do Projeto Corredor Cultural da Prefeitura do Rio de Janeiro – que busca a preservação e revitalização do centro histórico do município – a equipe técnica da Gerência de Projetos do Instituto Rio Patrimônio da Humanidade participou do processo de criação, orientando todos os aspectos do projeto. A recuperação também foi aprovada pelo Instituto Estadual do Patrimônio Cultural (Inepac) e o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). O processo durou cerca de um ano.

A Delegacia da Criança e Adolescente Vítima (DCAV) foi instalada no prédio da Rua do Lavradio, n° 155, com a manutenção apenas da fachada, que foi totalmente reconstruída usando o conceito do projeto original. Foram usadas estruturas metálicas embutidas nas paredes que tivessem condições estruturais para que se mantivesse o aspecto original do prédio. Todas as outras paredes e laje da edificação foram demolidas e a compartimentação foi adequada às novas funções. O telhado também foi reconstruído seguindo o desenho original, como recomendado pelo Corredor Cultural.

– Estamos muito felizes com a nova delegacia. Aqui, podemos dar mais dignidade ao trabalho de nossos policiais e prestar um melhor serviço – ressaltou a delegada da DCAV, Cristiane Bento.

A Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA) foi instalada no prédio da Rua do Lavradio, n° 157, através de uma nova construção, também em estrutura metálica embutida nas paredes. Para manter a uniformidade das edificações foram escolhidos os mesmos desenhos das esquadrias de madeira, os mesmos adornos em alto relevo e as mesmas cores das fachadas da DCAV. A entrada do estacionamento (número 159), adornada com uma moldura de ferro fundido, compõe a fachada que, embora mais simples e contemporânea, acompanha perfeitamente o estilo da edificação histórica adjacente.
 

– Este era um sonho antigo. São delegacias "irmãs", com características peculiares. Estar no mesmo espaço físico é um grande diferencial – disse o titular da DPCA, Alessandro Petralanda.
 

Programa Delegacia Legal já entregou 159 unidades policiais

Com a inauguração das duas unidades especializadas, o Estado do Rio de Janeiro passa a contar com 159 delegacias legais. O programa já está concluído nas regiões Centro-Sul, Médio Paraíba, Norte, Noroeste Fluminense, Serrana, Lagos, Niterói e Costa Verde.

– Após a conclusão da obra da DCAV e da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA), a 1ª DP Praça Mauá será instalada na Avenida Presidente Vargas. Além disso, para conclusão do Delegacia Legal ficará faltando apenas as inaugurações da 59ª DP, Deam e DPCA de Duque de Caxias e a 60ª DP de Campos Elíseos, que estão em fase final de conclusão – explicou o coordenador do Delegacia Legal, César Campos.

Últimas