Governo de MG multa Vallourec em R$ 288 milhões por danos ambientais

  • 11/jan 14:03
    Por Bruno Villas Bôas / Estadão

    O governo de Minas Gerais divulgou nesta terça-feira, 11, que multou a empresa Vallourec em R$ 288 milhões pelos danos ambientais causados pelo transbordamento do dique da Mina Pau Branco, em Nova Lima, região metropolitana de Belo Horizonte.

    De acordo com comunicado, a notificação enviada na segunda-feira para a empresa determina a suspensão imediata das atividades relacionadas à pilha Cachoeirinha e ao dique Lisa até que sejam apresentados documentos que garantam a estabilidade das estruturas.

    “A empresa autuada tem 20 dias para efetuar o pagamento da multa ou apresentar defesa aos órgãos ambientais do Estado”, informou o governo estadual.

    O superintendente de fiscalização da Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad), Alexandre Leal, disse que a multa foi estabelecida no valor máximo permitido pela lei e que a empresa foi considerada reincidente, após ser multada em 2020 por descumprir envio de documentação de barragens de água.

    “Isso fez com que o valor da multa fosse dobrado”, disse o superintendente.

    O documento lista impactos como a degradação da paisagem e fragmentação de habitats, poluição de corpos hídricos, além de impactos ambientais em duas unidades de conservação situadas no entorno do local do transbordamento.

    Outro lado

    A empresa Vallourec informou nesta terça-feira que está analisando o teor do auto de infração do governo de Minas Gerais.

    Segundo a empresa, o auto de infração foi recebido na segunda-feira e está sendo avaliado pelas áreas técnicas da companhia.

    Últimas