Gols em decisão consagra projeto do Palmeiras de apostar nas categorias de base

07/mar 21:22
Por Ciro Campos / Estadão

A principal aposta do Palmeiras para a temporada garantiu neste domingo o título da Copa do Brasil. Em um ano sem contratações badaladas, o clube apostou na base e colheu no Allianz Parque o principal fruto desse trabalho. Gabriel Menino e Wesley, dois garotos de 21 anos promovidos ao profissional em 2020, marcaram os gols da firme vitória por 2 a 0 sobre o Grêmio.

A mesma geração que nos anos anteriores fez história com vários títulos nas categorias inferiores, começa aos poucos a repetir esses feitos no futebol profissional. Os dois nomes se juntam a Danilo e a Patrick de Paula na lista dos garotos que estrearam nesta temporada e se firmam como futuros ídolos do Palmeiras. “Agora estou na história do Palmeiras. É um grupo único para esse clube. Acho que a gente ainda não tem dimensão desse momento”, disse o atacante Wesley, autor do primeiro gol. O jogador ficou três meses parado, passou por uma cirurgia no joelho esquerdo e só voltou ao time em fevereiro.

Com o joelho ainda protegido por uma bandagem, ele abriu o marcador na final em casa e desabafou após a conquista do título nacional. “Vivi um momento muito difícil. Tive a infelicidade de ter uma lesão. Quando a gente estava na semifinal, eu torci demais para o time se classificar. Fui um dos que mais comemoraram, porque a vaga na decisão da Copa do Brasil me daria chance de conseguir me recuperar e participar”, disse.

O gol na decisão foi o primeiro dele desde o retorno à equipe, no mês passado. O jogador foi um dos destaques das duas partidas contra o Grêmio e comemorou de maneira efusiva após ter ficado fora da final da Libertadores com o Santos.

O segundo gol foi marcado pela revelação das categorias de base que já faz parte até mesmo da seleção brasileira do técnico Tite. O meia Gabriel Menino garantiu a vitória com um chute cruzado aos 39 minutos do segundo tempo. Arrancou a camisa por instinto e muita alegria.

“É um ano inesquecível para a gente. São vários moleques da base que estão fazendo história no Palmeiras. Subimos para o profissional ainda nesta temporada, há pouco tempo. Temos a certeza de que estamos entre os maiores da história do Palmeiras”, explicou Gabriel Menino.

A lista de feitos dos garotos da base no ano vai além dos títulos. Vários deles foram símbolos principais das três conquistas da temporada. A Copa do Brasil teve Gabriel Menino e Wesley como personagens da final, mas em outras ocasiões esse papel esteve em outros pés.

O grande nome do Campeonato Paulista foi Patrick de Paula. Foi dele a responsabilidade de converter o pênalti decisivo contra o Corinthians na final em chute forte e no ângulo esquerdo alto do goleiro Cássio.

Na vitoriosa campanha da Copa Libertadores, a revelação foi o volante Danilo. O garoto de 19 anos foi quem herdou a responsabilidade de ser o titular da posição enquanto o veterano Felipe Melo se recuperava de uma fratura no tornozelo. Deu certo. Ainda há outros nomes entre os candidatos a protagonista. Atrapalhado por lesões, o atacante Gabriel Veron, de 18 anos, ainda não conseguiu ter uma sequência no time. Com a mesma idade, o zagueiro Renan já demonstrou ter potencial para 2021.

Últimas