Globo sela paz com a Conmebol e pode voltar a transmitir a Libertadores em 2023

25/out 17:20
Por Estadão

TV Globo e Conmebol divulgaram nota oficial nesta segunda-feira na qual celebram o fim do processo que corria em uma corte na Suíça. A emissora foi à justiça em busca de uma resolução na rescisão contratual dos direitos de transmissão da Copa Libertadores entre 2019 e 2022. Com o acordo, a rede carioca vai entrar na disputa para adquirir os direitos de transmissão na competição a partir de 2023, perdido para o rival SBT.

“CONMEBOL e Globo chegaram a um acordo e decidiram encerrar a arbitragem em curso na Suíça por conta da rescisão do contrato de direitos da Copa Libertadores de 2019 a 2022”, postou a entidade. “O entendimento reforça o respeito que sempre pautou a parceria de longa data entre as instituições.”

A nota também foi compartilhada pela emissora carioca, que fará de tudo para retomar a transmissão da Copa Libertadores no quadriênio 2023 e 2026 com exclusividade na tevê aberta. A competição aumentou bastante a audiência do SBT, que ainda deu muita sorte com duas finais seguidas entre equipes brasileiras.

A confusão entre Globo e Conmebol começou no início de 2020, quando a emissora tentou baixar o valor pago pelas cotas – cerca de R$ 330 milhões anuais – alegando problemas financeiros por causa do auge da pandemia da Covid-19. A entidade não apenas manteve os valores, como ainda acertou com a emissora paulista.

Para não ficar sem transmissão de sua principal competição, a Conmebol ainda criou canais próprios para exibição de muitos dos jogos, na TV Conmebol, além de fechar parceria com canais do Grupo Disney. A Globo espera reaver a exclusividade da Libertadores em canal aberto e também ter a preferência na escolha dos melhores embates para o SporTV.

Últimas