Giro da Tribuna pelo Esporte: Jogos Olímpicos. Fazer ou não fazer, eis a questão!

25/jan 09:57
Por Roberto Márcio – especial para Tribuna de Petrópolis

O presidente do Comitê Olímpico Internacional, Thomas Bach, entrou em cena na semana passada quando surgiram rumores sobre um novo adiamento dos Jogos Olímpicos de Tóquio. O dirigente afirmou que o evento, previsto para começar no dia 23 de julho, irá acontecer, embora pontue que está atento aos números do Covid-19 e novas avaliações serão feitas.

Antes das declarações de Bach, uma pesquisa entre a população japonesa a respeito se deveria ou não acontecer os Jogos 2020, revelou que 80 por cento da população rejeita a realização do maior evento esportivo do mundo, por uma série de motivos e a principal delas é a de que a pandemia do coronavírus está distante de se encerrar. Eles temem uma nova propagação do vírus com a realização dos Jogos.

Se vai acontecer ou não, ainda não há uma certeza. Mas é fato que a pandemia provoca estragos antes mesmo de acender a pira olímpica, a começar pela preparação dos atletas. As restrições sanitárias/médicas impõe uma mudança no treinamento dos atletas, nas seletivas e no próprio cotidiano deles. Isto, por si só, limita até certo ponto o desenvolvimento dos competidores atrás de grandes marcas. Assim, é melhor esperar no que vai acontecer.

Robson Leandro: esperança era até a última hora

Em busca de um nome de consenso para concorrer, pela situação, a eleição presidencial da Liga Petropolitana de Desportos, os mandatários queriam como a primeira opção o esportista Robson Leandro, pois tem experiência dentro e fora de campo para comandar a entidade. Ele, por sua vez, recusou o convite e diz que vai apoiar o Petropolitano nas categorias de base, sem maiores envolvimentos. Num texto reproduzido aqui na coluna recentemente, externou as razões de não disputar o pleito deste ano.

Torcida lembra passagem de destaque do Flu pelo Serrano

John Keneddy fez um gol importante que deu o empate ao Fluminense em uma partida pelo Campeonato Brasileiro. Sua aparição para o futebol ganhou manchetes e a torcida do Serrano não esqueceu da mais nova joia do tricolor. Postou em suas redes sociais sua presença em 2014 pelo clube de Petrópolis. Logo, vários internautas curtiram a postagem dos torcedores. Já não é de hoje que o Leão da Serra revela bons jogadores para o futebol.

Fevereiro não vai haver carnaval, mas terá krav Maga

Numa campanha publicitária bem-humorada, o instrutor principal de krav maga em Petrópolis, Carlos Eduardo Passos, está convocando os petropolitanos a treinarem a defesa pessoal de origem israelense mo centro de lutas, localizado na rua Casemiro de Abreu, 58 (Instituto Alliance). Com o slogan “Fevereiro vem aí, não tem carnaval, tem KRAV MAGA!”, ele espera a partir do dia primeiro de fevereiro retomar com força a luta.

Procura por academias segue em alta…..

Entra ano, sai ano e uma coisa nunca muda: janeiro é o mês mundial do retorno às atividades físicas. Seja para regular a saúde, perder peso ou eliminar o saldo de comilança das festas de fim de ano, o fato é que os brasileiros são mais inclinados a retomar os exercícios físicos em janeiro. Segundo estimativa anual do Sindicato das Academias do Brasil (Sindac), o número de matrículas de novos alunos chega a ter um aumento de até 40% nessa época do ano.

Mas Covid-19 também estimula exercícios em casa

Todavia, om o aumento de novos casos de Covid-19 no Brasil, a solução mais segura e recorrente tem sido à procura por aulas online. Até para economizar na academia, pessoas muitas vezes recorrem a aplicativos para ganhar alguma orientação, a fim de não fazer o exercício errado. Em casa ou virtual, a atividade física é fundamental para ajudar as pessoas que acometem do coronavírus, pois quem faz exercícios regulares sentem menos efeitos da doença do que os sedentários.

eGames: mulheres ocupam espaço cada vez maior

A representatividade das mulheres nos games é alta. No Brasil, elas são maioria, cerca de 53,8% dos jogadores de games são mulheres, segundo dados da pesquisa Games Brasil 2020. Com os direitos adquiridos com o passar do tempo, elas vêm se destacando cada dia mais e ganhando uma voz própria, também no cenário competitivo. Com a pandemia do coronavírus, o número de adeptos aos games teve um crescimento exorbitante.

Grrrls League tem calendário alterado e a fase de grupo começará em fevereiro

A organização da Game XP, responsável pela primeira liga feminina de Counter-Strike, a Grrrls League, precisou realizar um pequeno ajuste no calendário da competição. Com isso, a próxima fase, que antes começava nesta segunda-feira, terá início no dia primeiro de fevereiro e terá sua transmissão ao vivo pelo canal do evento.@gamexpoficial na Twitch e no TikTok. A mudança não influencia na final do primeiro split da competição, que segue marcada para o dia 24 do mesmo mês.

Corrêas faz reuniões internas e aguardam a liberação dos treinos

Enquanto não retomam as atividades de futsal em Petrópolis, o Esporte Clube Corrêas segue preparando o clube para, quando chegar ao fim ou um relaxamento quanto à pandemia do coronavírus, irá voltar com força total. Segundo o presidente do clube, Alex Tinoco, são feitas reuniões periódicas, sem que, no entanto, defina um planejamento para 2021. “Como não sabemos quando as atividades voltam, a gente aguarda uma definição e fazemos reuniões internas”, disse ele.

Governo lança edital do Bolsa Atleta de maneira virtual

O Governo Federal publicou recentemente, o novo edital do Bolsa Atleta. Fundamental para o desempenho e a evolução do esporte brasileiro desde a sua criação, em 2005, o programa terá uma importante novidade neste ano. A partir de agora, os candidatos não precisarão mais enviar documentos pelos Correios. O Ministério da Cidadania lançou um sistema digital para facilitar as inscrições e o acompanhamento dos processos de análise e concessão do benefício.

Curtas

Um verão sofrido para os clubes – Período que costumam faturar algum por conta do calor, os clubes sofrem com a pandemia do coronavírus. Com a alta da doença, ficam restritos a receber as pessoas em suas sedes.

Contratos com a base também – Para evitar perdas significativas por conta do mecanismo de solidariedade, a Interfut faz contratos também com os meninos da base do Serrano. O investimento nos meninos pode significar bons lucros no futuro.

Últimas