Forte terremoto no Haiti deixa mortos, dizem autoridades

14/ago 14:06
Por Estadão

Um forte terremoto de magnitude 7,2 na escala Ritcher, que vai até 10, atingiu o Haiti na manhã deste sábado, 14, e deixou vários mortos, informou o diretor da Defesa Civil do país, Jerry Chandler. “Há mortos, eu confirmo, mas ainda não tenho o número preciso”, disse Chandler, acrescentando que o primeiro-ministro Ariel Henry estava a caminho do centro nacional de operações de emergência em Porto Príncipe. O tremor foi registrado às 8h29 locais (9h29 de Brasília) e, 12 minutos depois, houve um novo abalo, de 5,2. Mais tarde as autoridades relataram 29 mortos.

O epicentro do terremoto foi 12 quilômetros a nordeste de Saint-Louis du Sud, de acordo com Serviço Geológico dos Estados Unidos (GSUS, na sigla em inglês). Um alerta de tsunami foi emitido logo depois pela Agência Nacional Oceânica e Atmosférica dos Estados Unidos, antes de ser rapidamente descartado. O tremor foi sentido também nas vizinhas República Dominicana, Jamaica e Cuba.

Moradores de Porto Príncipe sentiram o tremor e muitos correram para as ruas com medo. Silvera Guillaume, coordenadora da Defesa Civil na cidade costeira de Les Cayes, disse que os hospitais locais já estavam sobrecarregados. “É uma situação terrível, pessoas morreram. Há pessoas agora sob os escombros “, disse Guillaume. “Colocamos socorristas para remover os escombros, mas não temos gente o suficiente.”

Naomi Verneus, uma moradora de 34 anos de Porto Príncipe, disse que acordou sacudida pelo terremoto e que sua cama estava tremendo.

“Acordei e não tive tempo de calçar os sapatos. Vivemos o terremoto de 2010 e tudo que pude fazer foi correr. Mais tarde, lembrei-me de que meus dois filhos e minha mãe ainda estavam lá dentro. Meu vizinho entrou e disse-lhes para saírem. Corremos para a rua”, disse Verneus.

O tremor foi sentido em todo o país e danos materiais já foram registrados em várias cidades, segundo imagens postadas nas redes sociais por testemunhas no sudoeste da ilha.

Em vídeos compartilhados online, os residentes filmaram as ruínas de vários edifícios de concreto, incluindo uma igreja em que uma cerimônia aparentemente estava acontecendo na manhã de sábado na cidade de Les Anglais, 200 km a sudoeste de Porto Príncipe.

O país mais pobre das Américas ainda se lembra do terremoto de 12 de janeiro de 2010, que devastou a capital e várias cidades do interior. Mais de 200 mil pessoas morreram e mais de 300 mil ficaram feridas no desastre.

Mais de um milhão e meio de haitianos ficaram desabrigados, colocando as autoridades e a comunidade humanitária internacional diante do desafio colossal da reconstrução de um país sem registro de terras ou normas para uma construção segura. (Com agências internacionais)

Últimas