Flávia Saraiva disputa Copa do Mundo antes de Olimpíada: ‘Com a faca nos dentes’

09/jun 10:28
Por Estadão

Sem competir há 20 meses, desde o Mundial de 2019, por causa da paralisação provocada pela pandemia do novo coronavírus e de uma contusão, Flávia Saraiva vai ter um teste antes dos Jogos Olímpicos de Tóquio-2020. Desfalque no Pan-Americano de ginástica artística, realizado na semana passada no Rio de Janeiro, a ginasta do Flamengo se recuperou de uma lesão no tornozelo e vai voltar às competições na etapa de Doha da Copa do Mundo, entre os dias 23 e 26 deste mês.

“Assim que eu me machuquei, já pensei: ‘acabou para mim’. Mas surgiu a oportunidade de competir, daqui duas semanas, na Copa do Mundo. Então vou poder competir, tirar esse nervosismo antes da Olimpíada. Talvez eu não participe do solo, mas consegui competir bastante em 2019 e vou com tudo (para Tóquio-2020). Estou treinando bastante para isso”, disse a ginasta em entrevista coletiva na terça-feira.

“Estou muito animada, ainda mais voltando da lesão. Então estou voltando com a ‘faca no dente’ porque quero representar muito bem o meu país e o Flamengo. Primeiramente não vou pensar em medalhas, mas sim nas finais. Então vou para pegar três finais, no individual geral, trave e solo. E depois, ir com tudo”, afirmou Flávia.

A ginasta participou de uma entrevista coletiva na sede do Flamengo ao lado de Guilherme Kroll, vice-presidente de esportes olímpicos do clube rubro-negro, e das colegas Rebeca Andrade, Jade Barbosa e Lorrane Oliveira. Flávia e Receba se mostraram ansiosas em competir com a americana Simone Biles, americana de 24 anos que é considerada uma das maiores da história do esporte.

“Competir com ela (Biles) vai ser incrível, sou fã dela. É o maior fenômeno da ginástica dos últimos tempos. Poder estar em um ciclo com ela é melhor ainda. Estou muito animada e estou voltando de lesão agora, então estou voltando com a faca no dente porque quero representar bem o Brasil e o Flamengo”, completou Flávia.

Últimas