FETEPE abre programação com debate e exibição de documentário com artistas da cidade

23/jan 14:22
Por Vivian Dutra

O documentário “Coletivos em trajetória, o Sol de todo dia” é uma das atrações que marca a abertura do projeto Festa Teatro Petrópolis, o FETEPE, neste sábado (23). O evento, que se estende até o dia 6 de fevereiro, é realizado inteiramente por plataforma digital e inicia hoje com uma live, às 19h, no canal do Youtube, pelo link https://youtube.com/channel/UCr7Bl12dEAATRew3iGRWtLA. O evento, aberto ao público, começa com um debate e troca de experiências entre profissionais do segmento artístico da cidade.

O documentário reúne um breve apanhado histórico de cinco companhias teatrais com atividade consolidada na cidade. Entre as participantes estão: Grupo Teatral Pessoal Aí, Teatro Circense Andança, Grupo Teatral Povo do Cafundó, Cia Teatro Livro Aberto e Satura Companhia de Teatro. Os representantes de cada grupo destacaram momentos que marcaram as respectivas trajetórias.

A diretora do Grupo Povo do Cafundó, Simone Gonçalves, destacou a trajetória do grupo que completa 22 anos de existência, com trabalhos apresentados na cidade, Rio de Janeiro, Nova Friburgo e Teresópolis. De acordo com Simone, o grupo “nasceu da vontade de um grupo de amigos de atuar na cidade”. Reúne trabalhos com textos próprios e de autores nacionais, voltados para o público adulto e infantil, enfatizando também a cultura popular brasileira.

“O FETEPE é de extrema importância, pois faz um resgate e preservação da história do teatro em nossa cidade. Além de trazer diversidade e agregar um grande número de grupos e artistas”, pontua a atriz e diretora. Da mesma forma, o diretor, ator e dramaturgo da Satura Companhia de Teatro, Fred Justen, considera que o evento é um marco para a cidade. “A iniciativa fomenta a arte e a cultura através do teatro e dos artistas da cidade durante essa pandemia, onde a maioria dos artistas ficou sem trabalho”, pontuou.

Com 28 anos de estrada, a Satura reuniu parte do elenco de atores e destacou trechos, com textos e cenas, de alguns dos espetáculos da Companhia. Ao longo da trajetória, a Satura reúne vasto repertório teatral de montagens para o público adulto e infantil com ênfase para musicais, que já rodaram vários estados do país.

O Grupo Teatral Circense Andança, mostra um pouco dos 28 anos de trabalho, caracterizado pela pesquisa das linguagens teatrais e circenses, pela relação com a cultura popular e utilização do fazer artístico como instrumento pedagógico. “Acreditamos que todo evento que propicia fruição artística, intercâmbio e formação, tende a ser espaço fértil de reflexão”, destacou a atriz, integrante do grupo, Renata Alves.

O Grupo Teatral Pessoal Aí, no documentário, faz um resumo dos 34 anos na cidade. Com um estilo mambembe, circularam por várias localidades e levaram o teatro para diferentes espaços. “É difícil fazer teatro em Petrópolis, é uma cidade pequena e as pessoas não têm a mentalidade de participar da cultura. O FETEPE levanta todas as questões importantes para a cultura de uma forma geral”, considera a atriz Pita Cavalcante.

Para a Cia Teatro Livro Aberto a proposta do FETEPE é de grande importância, se considerado o momento que a classe artística atravessa, com as atividades diretamente impactadas em virtude do isolamento social. “Poder mostrar a nossa história, dentro de um contexto virtual, é uma ação de grande importância”, enfatizou Fernando Vianna, ator e integrante do grupo, que tem 32 anos de formação, com foco para a montagem de obras literárias de Sylvia Orthof.

Até o dia 6 de fevereiro o FETEPE

promoverá oficinas e apresentações. Todos os eventos são gratuitos e a programação pode ser acompanhada pela rede social do evento, no link https://www.facebook.com/festateatropetropolis e pelo Youtube https://youtube.com/channel/UCr7Bl12dEAATRew3iGRWtLA.

Programação:
23/01
19h – Live de abertura, apresentação artística, exibição de documentário com artistas locais e debate, com mediação de Cláudio Gomide

24/01
11h, 17h e 21h – Apresentação artística

25/01
Das 19h às 22h – Curso de Interpretação Teatral “Com que matéria o ator trabalha?”, com Joice Marino

26/01
Das19h às 20h30 – Curso de Edição “Edição de Vídeo para Leigos”, com Julian Probst

27/01
Das 19h às 20h30 – Curso Filmagem/Iluminação – “A luz do Improviso”, com Marcos Retondar

28/01
Das 19h às 20h30 – Curso de Roteiro Teatral “Escrita da Cena, com Andressa Hazboun

29/01
11h, 17h e 21h – Apresentação artística

30/01
11h, 17h e 21h – Apresentação artística

31/01
11h, 17h e 21h – Apresentação artística

01/02
Das 19h às 21h30 – Curso de Interpretação Teatral “Com que matéria o ator trabalha?”, com Joice Marino

02/02
Das19h às 20h30 – Curso de Roteiro Teatral “Escrita da Cena, com Andressa Hazboun

03/02
Das 19h às 20h30 – Curso de Edição “Edição de Vídeo para Leigos”, com Julian Probst

04/02
Das 19h às 20h30 – Curso Filmagem/Iluminação – “A luz do Improviso”, com Marcos Retondar

05/02
11h, 17h e 21h – Apresentação artística

06/02
11h, 17h – Apresentação artística
19h – Live de Encerramento com debate aberto ao público e exibição de um making off do evento

Últimas