Estado aprova habilitação e UPA Itaipava passará a receber recursos do Estado

08/jul 20:13
Por Redação/ Tribuna de Petrópolis

O Governo do Estado aprovou o pedido de habilitação da UPA Itaipava para a transferência de recursos, com isso, o município passa a receber cerca de R$ 137 mil por mês para auxiliar nas despesas da unidade. Em funcionamento desde janeiro de 2020, a UPA Itaipava realizou mais de 30 mil atendimentos no último ano de pacientes moradores da região e dos distritos. A unidade nunca recebeu recursos estaduais e nem federais.

A Secretaria de Saúde formalizou o pedido após reuniões com a Secretaria Estadual de Saúde e, agora, tiveram a aprovação do pedido, que vai garantir que a unidade, hoje custeada exclusivamente pelo município, passe a receber recursos do Estado para ajudar no pagamento das despesas.

“É uma boa notícia para a cidade; uma conquista para todos os usuários do SUS. Além do processo junto ao Estado, estamos buscando também a aprovação junto ao Ministério da Saúde, para que, a exemplo do que ocorre nas demais UPAs (Centro e Cascatinha), a unidade de Itaipava passe também a receber recursos federais”, explica o secretário Aloisio Barbosa da Silva Filho, destacando a importância do custeio tripartite. “O envio destes recursos reduzirá as despesas que a Secretaria tem hoje com a UPA Itaipava e nos dará fôlego para melhorarmos outros serviços na rede pública”, destaca.

Segundo informações da Secretaria de Saúde, a UPA Itaipava conta com equipe composta por cinco médicos, além de enfermeiros, técnicos de enfermagem, assistentes sociais e administrativo. A unidade realizou no ano passado 31.758 atendimentos, sendo 26.267 deles de clínica médica e 4.855 de pediatria. Ao todo, foram mais de 82 mil exames, entre raio-x, eletrocardiograma e laboratoriais. Insumos e medicamentos somam 585.051 distribuídos pela unidade.

“É um equipamento de urgência e emergência que vem prestando um papel importante dentro da rede pública, sobretudo para atender os moradores dos distritos”, frisa o secretário de Saúde.

Últimas