Espaço Shiva recebe Workshop de Constelação Familiar no próximo sábado (30)

  • Continua após o anúncio
  • Continua após o anúncio
  • Por Aghata Paredes

    Abordagem terapêutica sistêmica e fenomenológica permite que cada pessoa tenha acesso a uma nova perspectiva e compreensão da sua própria história

    No próximo sábado (30), Daiana de Melo e Malú Scardazzi estarão presentes no Espaço Shiva para um Workshop sobre Constelação Familiar. O encontro é um convite para honrar os antepassados, compreender como surgem os emaranhamentos nas relações e estabelecer uma relação mais afinada com o fluxo da vida, do amor e da prosperidade.  

    Foto: Maria Hennies

    Sobre a Constelação Familiar 

    Criada pelo alemão Bert Hellinger, a Constelação Familiar permite que cada pessoa tenha acesso a uma nova perspectiva e compreensão da sua própria história. Ao contribuir para a identificação da origem de problemas – conflitos ou dores existenciais – a abordagem terapêutica é capaz de apontar caminhos para resolvê-los, promovendo um movimento de cura individual, familiar e coletiva. 

    Pesos e responsabilidades desnecessárias 

    Para as terapeutas, é muito comum que as pessoas carreguem pesos e responsabilidades que não lhe pertencem. É justamente aí, segundo elas, que a abordagem terapêutica atua. “As constelações permitem que cada um de nós identifique e ocupe o nosso lugar, manifestando o amor pelo nosso sistema de forma mais leve e saudável.”, contam.  

    Foto: Unsplash

    Necessidade de transformação: quando constelar alguma relação familiar, profissional ou social?

    Segundo Daiana e Malú, o melhor momento para constelar é ao sentir uma verdadeira necessidade de transformação. “Quando, por exemplo, a pessoa sente que existe repetição de padrões de relacionamento ou comportamento, em si mesmo ou transgeracionais; quando há algo que incomoda, mas a pessoa tem dificuldade de mudar; quando existe algum tipo de dificuldade ou estagnação persistente.”, contam. 

    “Quem toma seus pais tais como são, toma a plenitude da vida tal como é”.

    Bert Hellinger

    A frase acima foi escolhida para divulgar o encontro no Espaço Shiva. Pergunto às terapeutas o motivo desta escolha, ressaltando o impacto da mensagem por trás dela. 

    “Um dos conceitos mais importantes da Constelação é a Concordância. Hellinger verificou a importância de concordarmos com a vida como ela é, com os outros como eles são, e com nós mesmos – tal como somos. A vida só pôde chegar até cada um de nós através dos nossos pais. Quando não concordamos com certos aspectos deles e da nossa própria história, ainda estamos esperando que a vida seja diferente e, com isso, não encontramos forças para agir. Ocupando o lugar de juiz dos nossos pais, saímos do lugar de filhos e fechamos a porta para receber a força dos nossos antepassados. Por outro lado, quando ocupamos o nosso lugar de filhos e concordamos com os nossos pais como eles são, independente de suas escolhas e destinos, tomamos a vida plenamente, sem esperar que algo seja diferente. A partir daí, conseguimos nos conectar com tudo de melhor que veio com essa vida, os aprendizados e desafios. Assim, somos capazes de nos empoderarmos dessa força vital para fazer algo de bom na vida.”, esclarecem. 

    Alívio, paz e tranquilidade

    A partir do manifesto de amor individual, familiar e coletivo, proporcionado pela Constelação, nasce uma sensação de alívio, paz e tranquilidade. Segundo as terapeutas, as mudanças podem ser observadas de diferentes maneiras, tanto através de uma melhora dos sintomas quanto de uma maior harmonia nos relacionamentos, por exemplo.  

    O WorkShop será realizado no próximo sábado (30), às 14h, no Espaço Shiva. Podem participar pessoas maiores de 18 anos, com ou sem experiência prévia. O valor simbólico para participar do encontro como ouvinte é de R$26. Mais informações: @shivaespacoyoga 

    Últimas