Escolas reiniciam de forma presencial com apenas duas horas diárias de aulas

11/set 02:55

Por ofício circular endereçado às unidades da rede, a Secretaria de Educação confirmou o que a gente já previa: aulas presenciais de apenas duas horas. No turno da manhã os alunos terão aulas de 9h às 11h e, à tarde, de 13h30 às 15h30.  A entrada fica liberada meia hora antes das aulas. De manhã, os alunos tomam lanche, assistem as duas horinhas de aula e almoçam. À tarde, almoçam antes e lancham depois das aulas.

Sai caro

Para pais dos alunos, ainda que saibam que socializar faz parte da formação da criança, as duas horinhas de aula saem caro. Precisam levar e buscar as crianças, as que moram longe da escola, de ônibus.  Muitos acham que não vale à pena.

Inflação

E o gabinete do prefeito interino Hingo Hammes resolveu alugar três carros ao custo de R$ 51 mil por seis meses. Mas será que R$ 8,5 mil – sem motorista e sem combustível – não é muito, não? 

Contagem         

Petrópolis está há 252 dias sem prefeito eleito pelo povo.

Mais contas rejeitadas

Caminha do mesmo jeito a gestão interina de Hingo Hammes sobre a avaliação de contas no Tribunal de Contas do Estado. O TCE por meio ponto – com Bernardo Rossi aplicando 24,5% dos 25% obrigatórios pela Constituição – reprovou as contas do ex-prefeito de 2019. E a gestão provisória de HH até abril só aplicou 13,5% na pasta, resultado do segundo bimestre já tornado público. Dizem especialistas que não chega a dezembro cumprindo a meta.

Buraco

Falando em contas, na apresentação do relatório do primeiro quadrimestre, em maio, na Câmara de Vereadores, o próprio secretário de Fazenda, Jair Almas, falava que estava preocupado com os gastos do governo que já tinha déficit de R$ 13 milhões. A próxima apresentação é este mês e há quem possa adiantar que o buraco cresceu. E muito.

Tem peixe ali no Itamarati, gente! Alan Alonso fotografou para a gente.

Abandono

A Organização Mundial da Saúde aponta que existem 30 milhões de animais abandonados no Brasil. Mas, segundo a União Internacional de Proteção aos Animais, houve um aumento de 400% na procura de animais para a doação na pandemia. Em Petrópolis há uns cinco anos se calculava em 50 mil a quantidade de animais nas ruas, mas não há um dado certeiro a respeito. Campanhas de adoção e castração começaram a ter mais ênfase neste período, mas as ações ainda não ocorrem na quantidade ideal.

Aproveita, gente!

Só para saber: agora que está se fazendo contratação emergencial de gêneros alimentícios para as escolas – ia reabrir sem merenda – não seria o caso de abrir processo licitatório normal de uma vez?  

Chuvas

A Comissão das Vítimas das Tragédias das Chuvas da Região Serrana faz uma audiência pública segunda-feira, às 18h, na Câmara. Vão tratar dos condomínios (cheios de problema) da Posse e do Vicenzo Rivetti. Principalmente obras abandonadas como a creche e posto de saúde do conjunto popular do Carangola. Mas a gente quer crer que algum vereador possa abordar a falta de uma política habitacional contínua na cidade.

Só pra saber

A prefeitura – ou melhor dizendo, nós – ainda estamos pagando aluguel por aquele prédio onde funcionaria uma creche no Alto da Serra?  São 17 meses de aluguel e já saíram dos nossos bolsos R$ 221 mil sem que as obras de adaptação do prédio tenham sequer começado…

Antes tarde…

Poxa, demorou mais eles também notaram. Sobre a falta de iluminação pública em várias partes da cidade os vereadores – que estão sendo apertados por onde passam pela população cobrando providências – viram que até mesmo trechos da Rua do Imperador estão às escuras…

Contingenciamento

A Águas do Imperador, sobre o plano de contingenciamento frente à crise hídrica que se avizinha com perspectiva de durar muito, diz que tem, sim, e inclusive é exatamente o que é colocado em prática em épocas de estiagem, com manobras de abastecimento. Falamos sobre isso porque a Câmara de Vereadores cobrou esse plano e ficamos espantados de terem imaginado que a crise hídrica é apenas uma questão de abastecimento de água. A prefeitura precisa de um plano de contingenciamento para deixar a cidade operando mesmo se houver falta de energia elétrica…

Pintura de foto de Ana Kutter: inverno que vai se despedindo, imagem capturada na Praça da Liberdade.

Contatos com a coluna: lespartisans@tribunadepetropolis.com.br

Últimas