Escola do Brejal participa de projeto de Educação Sanitária

16/set 13:21
Por Redação/Tribuna de Petrópolis

A Escola Municipalizada Avelino de Carvalho, no Brejal, no distrito da Posse está participando do projeto de Educação Sanitária desenvolvido pela Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária, Pesca e Abastecimento. Ao todo, 25 alunos e dois professores estão passando pela capacitação de sanidade agropecuária que leva aspectos socioeconômicos das doenças, seus sinais clínicos, transmissão, riscos, manejo na vacinação dos animais, prejuízos e prevenção, higidez dos alimentos e a importância do uso correto dos agrotóxicos e destino das embalagens em prol do meio ambiente e da saúde coletiva.

Em todo o Estado do Rio de Janeiro são mais de 800 alunos em 14 municípios fluminenses por meio dos 79 professores do ensino fundamental. “Nosso objetivo é possibilitar maior conhecimento sobre os cuidados e desafios das áreas rurais aos alunos do ensino fundamental. Além disso, queremos que o aluno leve o que aprendeu em sala de aula aos seus familiares, difundindo noções de saúde coletiva através dos materiais didáticos disponibilizados pela Secretaria de Agricultura”, contou o secretário de Agricultura, Marcelo Queiroz.

Professora há 22 anos, Josany de Freitas Ferreira Motroni, revela que os alunos estão muito felizes com o projeto, mesmo morando na zona rural, muitos ainda não tinham conhecimento sobre os assuntos abordados. “Desde a apresentação até a implementação está sendo muito prazeroso participar dessa iniciativa. O material é excepcional, muito ilustrativo, ajudando na atenção dos alunos e tornando tudo mais leve. Os alunos estão empolgados e curiosos. É muito valioso para mim como educadora ver todo esse empenho dos meus pupilos”, ressaltou a professora Josany, que trabalha na Escola Municipal Vereador Alberto Alvino de Mattos, no município de Duas Barras.

A educadora Janaina Barros, de Angra dos Reis, evidencia o quanto o projeto é enriquecedor e esclarecedor, tornando as aulas mais práticas e objetivas. “Agradeço imensamente a oportunidade de participar desse projeto tão maravilhoso. É realmente um sucesso, não tem preço levar um aprendizado dessa qualidade aos meus alunos, é sempre um prazer”, afirmou a professora Janaina.

O projeto existe desde 2013 e nos últimos anos, mais de 600 professores de áreas rurais foram capacitados, com envolvimento de mais de 10.000 alunos de 63 municípios do território fluminense. São abordados sete temas: febre aftosa, raiva, brucelose, tuberculose, alimentos seguros, teníase, agrotóxicos e destino das embalagens.

As aulas servem como uma proposta de módulos curtos para que o espectador possa compreender melhor cada tema abordado. Todos os alunos recebem um kit com sete histórias em quadrinhos cada um com 15 páginas, e junto ao professor as crianças criam desenhos, poesias, músicas, frases e outras atividades com base no material recebido.

De acordo com a coordenadora do Projeto, Rosa Maria Antunes, o projeto visa educar para saúde e chamar a atenção dos envolvidos no projeto para a importância da prevenção e proteção da sanidade agropecuária, promovendo mudanças cognitivas principalmente no que se refere a um novo comportamento para a sanidade animal, vegetal e a segurança dos alimentos em prol do meio ambiente e da saúde coletiva.

“Os alunos aprendem e apreendem assuntos sérios de uma forma lúdica e se tornam multiplicadores dos temas. Desenvolver as ações do projeto é muito gratificante para todos nós da defesa agropecuária do estado do Rio de Janeiro”, relatou a coordenadora.

Últimas