Em 17º lugar no ranking, Rio perde em competitividade para todos os estados do Sul, Sudeste e Centro-Oeste

01/out 16:03
Por Redação / Tribuna de Petrópolis

O Rio de Janeiro despencou a no ranking de competitividade dos Estados, divulgado nesta quinta, 30/09, para a 17ª posição, atrás de todos estados do Sul, Sudeste e Centro-Oeste, além de estados do Norte e Nordeste. O ranking de competitividade foi lançado pelo Centro de Liderança Pública (CLP).

“O industrial fluminense é competente, mas não competitivo”, diz Sérgio Duarte, presidente da Rio Indústria, associação do setor. “Essa perda de competitividade vem só demonstrar o que nós empresários temos sentido, que é a dificuldade de empreender e ser competitivo no Rio. Temos vários problemas que viemos sempre debatendo, tentando trazer luz sobre esse tema. Você não consegue ter um empresário competitivo no Estado que tem a alíquota mais alta da federação, um dos combustíveis mais altos, luz, água, gás, tudo mais caro. Enquanto nós tivermos essa dificuldade de competir, não tem como a gente exigir como melhorar esse ranking. O Rio de Janeiro só vai continuar perdendo. É mais caro produzir aqui do que em qualquer outro estado da Federação”, disse.

Duarte apontou outros problemas e destacou: produzir no Rio é mais caro do que no resto do país. “Sem falar em problemas de segurança, insegurança jurídica. A gente fala do custo Brasil, que é o custo de empreender num país como o Brasil em comparação com outros países, mas o empresário fluminense, além de carregar esse custo Brasil, que é tão reclamado, ele ainda tem o custo Rio de Janeiro. Produzir no Rio é mais caro do que em qualquer outro lugar no Brasil. Essa queda mostra o que a gente vem alertando, o que a gente vem discutindo. E vai cair mais, podemos ficar em último lugar no ranking. Queremos mudar essa realidade rápido e ter chances de competir”, aponta Duarte.

O lançamento do Ranking de Competitividade dos Estados do CLP (Centro de Liderança Pública), este ano traz novidades com novas camadas ESG e ODS. O evento conta com a participação de representantes da iniciativa privada, do terceiro setor, de seis governadores e um vice-governador que se dividem em três painéis de discussão ao vivo direto da B3. O Ranking dos Estados é realizado em parceria técnica com a Tendências Consultoria e a Seall, além do apoio de B3, Bank of America, CCR, Houer e Patri.

Últimas