E a tecnologia, onde está?

  • 09/05/2016 08:00

    Está em tudo. Basta acharmos o caminho certo para que ela seja desenvolvida da melhor forma possível a inovar a economia, principalmente, de Petrópolis, que está passando por um momento de mudança no seu cenário econômico. Já faz tempo que as atividades de vestuário e turismo, não são mais as principais por aqui. O povo já percebeu isso, e é fácil ouvirmos quem diga “Petrópolis dormiu, só falta apagar as luzes”. Pois é. O povo fala, mas ainda não sabe o que fazer para evitar a escuridão.

    Sendo assim, como a população pode contribuir para que a tecnologia, que está em tudo, possa acender e aquecer novamente a economia de nossa cidade? Como empreender e inovar o setor tecnológico?

    É preciso um olhar voltado ao setor educacional, na oferta de uma aprendizagem tecnológica e empreendedora, através de cursos, palestras e uma formação bem direcionada, principalmente, para que, a mão de obra formada aqui, seja aproveitada, em Petrópolis. E é através dos incentivos municipais, por meio de políticas públicas e privadas, que acolham e percebam a necessidade de mudança de foco, que pode vir a construção de uma nova realidade econômica, bem mais consciente e empreendedora. Incentivar os jovens, oferecendo a construção de uma aprendizagem de qualidade, voltada ao empreendedorismo e à valorização de potencial, é uma das atividades que pode gera a energia necessária, para que Petrópolis volte a se conectar com o desenvolvimento. 

    É através de uma ideia para fazer algo novo, que estão as chances de sucesso. Mas, para fazer algo novo, é preciso um autoconhecimento e um aperfeiçoamento bem estruturado, para empreender e alcançar o sucesso desejado; ou para, apenas, fazer a mudança, como orientou Steve Jobs, líder da Apple, “deixar uma contribuição ao mundo”. “E não basta olhar para o céu com muita fé e pouca luta”, como coloca, muito bem, Gabriel O Pensador. Por isso, é o próprio povo, através de conceitos novos, que pode fazer a diferença econômica e social de Petrópolis.

    Sendo assim, faz-se necessária uma visão nova sobre nossa cidade. Já conquistamos tantas questões, como por exemplo, uma melhor segurança pública. Por que não conseguiremos uma situação econômica renovada? O momento pede que haja uma maior conscientização, para que a tecnologia, realmente, seja conhecida e percebida, em tudo. 

    Últimas