Drenagem linfática: conheça mais sobre essa alternativa para tratar obstruções no sistema linfático

  • Continua após o anúncio
  • Continua após o anúncio
  • 14/fev 08:38
    Por Redação/Tribuna de Petrópolis

    A drenagem linfática manual é um tipo de massagem, feita com movimentos suaves, lentos e ritmados, estimulando pontos específicos do corpo, com o objetivo de eliminar o excesso de líquido acumulado.

    Muito comum em pós operatórios, a drenagem linfática auxilia não somente no funcionamento do sistema linfático e na retenção de líquidos, mas também na redução de medidas, no aumento do sistema imunológico, melhora a textura da pele, alivia dores, intestino preso e, tem indicação ainda para mulheres que estão passando pelo período da menopausa.

    A drenagem linfática manual deve ser feita com muito cuidado e entendimento da técnica, por isso, é muito importante que seja feito por um profissional capacitado. A fisioterapeuta Maria Antonia Corrêa é pós-graduada em Dermatofuncional e, entre as especializações que coleciona no currículo, a drenagem linfática é uma delas. Maria Antonia fala mais sobre o procedimento.

    “É muito importante entender como funciona a técnica, dominar os movimentos e a intensidade. Para que a drenagem linfática manual atinja o objetivo esperado, o profissional precisa saber o sentido correto para onde o líquido deve ser direcionado, por meio de manobras como deslizamento, semicírculos e bombeamento”, explicou.

    De acordo com a fisioterapeuta, o procedimento é muito procurado tanto por pessoas que passam muito tempo em pé, no trabalho, quanto por aquelas que passam longos períodos sentados. “Da mesma forma, os líquidos acabam sendo retidos nos membros inferiores, o que tem como consequência o inchaço de pernas e pés e por meio da drenagem linfática manual conseguimos aliviar as dores e o inchaço”, destacou a fisioterapeuta.

    Além da estética, a drenagem linfática manual é indicada também para problemas relacionados a saúde, como linfedemas, obstruções do sistema linfático, que causam o inchaço.  “O sistema linfático é composto por uma série de vasos, que transportam a linfa, um líquido que contém substâncias que auxiliam no bom funcionamento de todo o organismo. Se os vasos linfáticos ficam sobrecarregados, em um determinado ponto do corpo, a circulação não funciona corretamente causando inchaço”, explicou Maria Antonia.

    O linfedema pode ser uma doença genética, mas também ser causada por algum tipo de obstrução nos vasos ou por mudança do trajeto deles durante a vida, que podem ter ligação com procedimentos cirúrgicos, cânceres, lesões e doenças inflamatórias.

    A fisioterapeuta destaca, ainda, que ninguém sai roxa ou machucada de uma sessão de drenagem linfática manual. O procedimento é indicado para todos os tipos de pessoas, inclusive aquelas que estão em tratamento contra o câncer. Na gravidez, pode ser feito a partir do segundo trimestre.

    Últimas