Dívida hoje da prefeitura pode bater R$ 1 bilhão

  • 02/08/2020 04:00

    Dívidas

    De acordo com Partisans atentos à administração pública, Petrópolis teria hoje uma dívida de R$ 1 bilhão. Seriam os R$ 700 milhões que Bernardo Rossi herdou de gestões passadas, mas R$ 300 milhões que acumulou em seu governo.

    Futuro

    Há uma preocupação muito grande do governo em ter maioria na Câmara em 2021. Afinal, é a próxima legislatura que vai votar as contas deste ano do prefeito Bernardo Rossi. Contas que não estão fechando muito bem.  De acordo com a Lei de Responsabilidade Fiscal era preciso ter deixado, até julho deste ano, dívidas contraídas pelo atual governo pagas e dinheiro em caixa.

    Consequência

    A composição da Câmara importa bastante porque o Tribunal de Contas do Estado faz a apreciação técnica dos números e remete aos vereadores, que podem reprovar as contas. Isto abre precedente para um processo de cassação. Com a certeza de que será reeleito, Bernardo Rossi não quer arriscar.

    Fica a dica

    Falta agora combinar com os pré-candidatos a vereadores e tratar esta turma a pão de ló.  Se forem espertos, aqueles com mais chances de eleição podem fazer uma lista imensa de exigências.

    Versão

    Orientado por marqueteiros, o vereador afastado, Paulo Igor, lançou um site, um espaço dedicado a ele explicar a sua versão dos fatos sobre a prisão, os processos a que responde, enfim, “toda a injustiça” a que ele foi submetido.   Ele diz que foi perseguido e preso sem motivos.  Sobre banheira e papeizinhos ele ainda não falou nada lá no site, ainda não.

    Subida da serra engarrafada ontem: movimento grande de acesso na cidade e retenções nas barreiras sanitárias. A foto é de Jonhy Santos.

    Sempre assim 1

    Tá dando uma tremenda polêmica e reclamação de vereadores de oposição o fato dos parlamentares da base do governo estarem acompanhando as obras e serviços. Especialmente nas comunidades e nos mutirões. Isso ainda não vai acabar bem.

    Sempre assim 2

    Isso porque estamos em isolamento social e nem tem tanta visibilidade assim. Imagina em tempos normais tendo inauguração de terminal, de creche e de posto de saúde? Eles iam acabar se matando.

    Voto pela internet?

    O Instituto dos Advogados Brasileiros iniciou uma discussão em redes sociais com debates sobre a possibilidade da votação pela internet ser usada em 2020 em função da pandemia. Advogados especialistas em direito eleitoral defendem que é possível. Resta saber se é seguro.

    Petit comité

    E tem vereador que tenta a reeleição que já começou a formação de equipes de apoiadores. Reuniões respeitando distanciamento e já traçando as metas para ir às ruas.  Alguns são chiques e oferecem um comes e bebes aos apoiadores.

    Fiat lux

    Um Partisans, gaiato, encontrou uma forma de ter iluminação do Natal Imperial mesmo com a pandemia: se são 6 milhões de microlâmpadas e 100 mil casas, a Prefeitura dá 60 lâmpadas pra cada morador instalar em casa.  Marca um dia e horário para todos acenderem ao mesmo tempo e inaugura. É uma ideia.

    Festas

     

    A Oktoberfest de Blumenau, que havia sido adiada para novembro foi cancelada em definitivo. Também foi cancelado o réveillon da cidade catarinense. Petrópolis precisa pensar agora como conduzir o Natal Imperial. 

     

    O vereador Marcelo Chitão apresentou ao prefeito Bernardo Rossi projeto para criar uma área de lazer pública na Companhia Petropolitana, em Cascatinha, com ciclovia, praça, parquinho infantil e academia ao ar livre. E o mais importante: Chitão já entregou um projeto básico ao Iphan, já que a área é tombada.  Partisans quase choraram de emoção por ter um vereador que não apenas ficou na falação. 

    Últimas