Depois de 11 anos, PAC da Estrada da Saudade licita mais uma obra

  • Continua após o anúncio
  • Continua após o anúncio
  • 14/jun 02:57

    Outro exemplo de como as coisas andam em ritmo de cágado manco em Petrópolis: lembra do PAC da Estrada da Saudade, um convênio com o governo federal de R$ 26 milhões firmado em 2011? Pois passados 11 anos, somente agora foi aberta licitação para um dos projetos que tem verba do Ministério do Desenvolvimento Regional, a construção da creche da comunidade do Félix. A prefeitura estima um gasto de R$ 1,7 milhão, o que a gente acha bem salgado por sinal.

    Transparência

    Como você conferiu aqui nas páginas de Cidade da Tribuna, o Ministério Público estadual ingressou com ação contra a Prefeitura cobrando que sejam tornadas públicas as informações sobre verbas recebidas e gastos com as ações de recuperação da cidade pós-chuvas.  Não foi por falta de aviso. A gente já vinha falando que apenas colocar no Portal da Transparência os saldos recebidos não era suficiente. Faltam lá, na área específica, os contratos firmados, por exemplo. Poderiam até estar em outras partes do Portal, mas não custava nada juntar tudo na mesma área e facilitar a vida do cidadão que quer consultar os dados.

    #voltaluciano

    Foi lançada oficialmente pelo vereador Marcelo Lessa a hastag #voltaluciano, uma referência ao ex-presidente da CPTrans, Luciano Moreira.

    Toda essa galera é do setor de turismo da prefeitura e dos setores de turismo receptivo e de eventos da cidade. Se reuniram porque a prefeitura prepara uma série de ações após Petrópolis receber o título de Capital Estadual do Casamento. Em discussão os próximos passos para utilização do título, atraindo mais visitantes.

    Previsão

    Do jeito que as coisas vão com o escândalo dos shows sertanejos e as investigações em curso, na Expo Petrópolis nós vamos de Gustavo, mas não o Lima.  Vai ter que ser o Mioto mesmo.

    Multas suspensas

    A Comissão de Julgamentos de Infrações e Penalidades da CPTrans, em sua última reunião, analisou 44 pedidos de revisão de multas. Destes, deferiu 35 e confirmou a penalidade de nove.  Não é grande a quantidade de multas indevidas aplicadas, não? Também ficamos espantados que os processos julgados ainda são de 2018 e 2019.

    Audiência-moita

    A Câmara de Vereadores fez pouco alerta para divulgar uma audiência pública, realizada ontem à noite, para tratar dos serviços da Enel em Petrópolis. Em comparação ao quanto bateram na empresa no verão por queda de energia na cidade fizeram pouca onda para convidar a população para discutir a atuação da concessionária.

    Frota total

    Uma dúvida atroz acomete os Partisans sobre o retorno da frota total às ruas da cidade no dia 25 como determinou a justiça: são todos os ônibus, inclusive aqueles 35 que as empresas venderam?

    Acelera, gente!

    Falando em ônibus, já não estava na hora de prefeitura abrir a licitação para as linhas operadas pela Cascatinha como determinou o Tribunal de Contas do Estado? O prazo de conclusão de todo o processo- e não de abertura da licitação – vence em outubro.

    Treta em Paty

    Aqui na nossa vizinha Paty do Alferes está rolando a tradicional Festa do Tomate 2022, mas já deu treta. A prefeitura cancelou a apresentação do pastor-cantor Felippe Valadão, depois que ele foi denunciado ao Ministério Público por intolerância religiosa após um show em Itaboraí, quando teria incitado o ódio contra as religiões de matrizes africanas.

    Depois de dois anos sem os tapetes de Corpus Christi pelas ruas da cidade por causa da pandemia, está de volta a tradição este ano. Quinta-feira, além da celebração nas paróquias, acontece a procissão pelo Centro da cidade, logo após a missa das 15h, celebrada na Catedral São Pedro de Alcântara pelo bispo Dom Gregório Paixão. As paróquias localizadas no primeiro distrito participam da confecção do tapete pelas principais ruas do centro. Foto de Julian Probst.

    Novas regras

    A publicidade de órgãos públicos em ano eleitoral mudou com a sanção, sem vetos, pelo presidente Jair Bolsonaro, da Lei 14.356/22. Antes, o limite era a média das despesas no primeiro semestre dos três anos anteriores ao do pleito. Agora, o montante será de até seis vezes a média mensal dos valores efetivamente empenhados nos três anos anteriores completos.

    Bota-fora

    Longe de a gente se meter na vida de nossas autoridades – principalmente os vereadores – mas alguém já foi na localidade da Fazendinha, na Fazenda Inglesa, onde os destroços das enchentes foram e continuam sendo colocados? E lá também é despejo de entulho agora que o aterro de Pedro do Rio foi fechado. Imagina como deve estar aquilo.

    Contatos com a coluna: lespartisans@tribunadepetropolis.com.br

    Últimas