Delegação do Japão entrega quimonos e tatames a comunidades do Rio

  • 07/03/2016 14:58

     As Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs) Fazendinha, no Complexo do Alemão, Providência, no Centro, Mangueira e Macacos, na Zona Norte, e os Batalhões de Polícia de Choque (BPChoque), 11º BPM (Nova Friburgo) e de Policiamento em Vias Especiais (BPVE) receberam do governo do Japão 80 tatames, 100 quimonos e 50 faixas de judô para alunos dos projetos de artes marciais das comunidades atendidas pelas unidades. A entrega aconteceu no domingo (6/3), na sede da UPP Fazendinha, e teve a presença do coordenador de Polícia Pacificadora (CPP), coronel André Silva de Mendonça, de representantes dos consulados do Japão, Itália e Suíça no Rio de Janeiro e da Federação japonesa de judô. 

    Ao todo, mais de 300 crianças e adolescentes serão contemplados com as doações. Na Fazendinha, 55 jovens são atendidos pelo projeto de luta coordenado pela UPP. Para o medalhista de ouro do Japão nas Olimpíadas de Sidney em 2000 e atual técnico da seleção japonesa, Kosei Inoue, a importância da prática da modalidade não se limita apenas ao esporte, mas também à busca de um futuro melhor. 

    -Quando a gente se dedica a fazer um bom trabalho, as portas se abrem. Sei dos desafios e das dificuldades que vocês enfrentam, eu também passei por isso. Mas tenho certeza de que todos aqui são uma família, vocês devem sempre apoiar um ao outro. Isso é o que nos torna pessoas melhores e, consequente, atletas de qualidade – disse o atleta, que nunca tinha visitado uma comunidade. 

    O coordenador da CPP, André Silva, destacou a parceria com o governo japonês. 

    -O Consulado do Japão é um grande parceiro da Polícia Militar e sabemos que esporte é parte fundamental para uma boa educação dessas crianças. Mesmo que elas não se tornem atletas, tenho certeza que serão excelentes cidadãos – disse o coordenador.

    A ação faz parte do projeto “Sport for Tomorrow”, uma contribuição internacional do governo do Japão para promover a cooperação e o intercâmbio entre países, via esporte. O programa, lançado em 2014, incentiva a prática de esportes para cerca de 10 milhões de pessoas em mais de cem nações ao redor do mundo.

    Últimas