CPTrans volta a controlar arrecadação das passagens de ônibus

  • Continua após o anúncio
  • Continua após o anúncio
  • 05/12/2021 02:57

    A volta do controle da bilhetagem para a CPTrans acaba com um erro que foi cometido no governo Rubens Bomtempo e deu às empresas a chave do cofre.  A medida recentemente adotada pelo governo interino de Hingo Hammes vai permitir que, de fato, se fiscalize o sistema e que se retorne com a câmara de compensação com empresas que operam linhas com maiores distâncias sendo ressarcidas pelas que gastam menos com percursos curtos. Fora que aí vai dar para saber qual o público que anda de ônibus.

    Prepara a choradeira

    Por incrível que pareça, a CPTrans hoje só recebe os dados que as empresas mandam. Se bobear, mas um pouquinho e aquele caderninho de fiado de mercearia seria mais eficiente.  E longe de a gente elogiar a prefeitura, mas foi uma gestão interina que teve peito de mexer neste vespeiro. Talvez a ficha das empresas ainda não tenha caído porque não deu chiadeira. Mas vai dar. Anotem.

    Pânico no Parque

    E o deputado federal Daniel Silveira fez uma aparição pública na abertura do Petrópolis Gourmet na sexta à noite no Parque de Exposições, em Itaipava.  Deixou os com menos jogo de cintura em saia justa. O mais incomodado foi o vereador Eduardo do Blog, bem ao lado de Daniel. Esperou 30 segundos da chegada do deputado e deu dois passinhos para trás, disfarçadamente, depois mais dois e zás… pernas para que te quero! Deve ter lembrado de algum compromisso urgente.

    Taí o momento em que Daniel Silveira aparece em um evento e tal qual Mister M faz desaparecer o vereador Eduardo do Blog e deixa os demais acanhados. Mas, por que, gente?

    Mais cintura

    Falta muito para ele chegar ao estágio político de Hugo Leal, também federal, que confraternizou, cochichou segredinhos, elogiou, abraçou e coisa e tal. O interino Hingo Hammes tá no caminho certo: aguentou firme e fez a linha fina, afinal, nada impede que Silveira apareça publicamente em eventos e exerça seu papel de deputado discursando inclusive.

    E a ciclorrota?

    Esse lance todo da ciclofaixa da Barão – que vai ser ocupada por estacionamento rotativo no Natal – nos fez lembrar: e a ciclorrota, aquela faixa pintada na Rua do Imperador e algumas vias adjacentes, uma marcação de poucos centímetros e arriscadíssima para ciclistas? Já desistiram da ideia, né?

    Decoração

    Gente, mas e uma decoração de Natal na Rua Teresa – uns adorninhos que seriam iluminados? Porque foram retirados? Rola uma discussão nas redes sociais: uns dizem que era feinho, tipo do Halloween, outros dizem que um caminhão passou e arrebentou tudo.  Mas, agora tá bem bacaninha com novos enfeites e a Rua espalhou ambientes altamente instagramáveis.

    Temas polêmicos

    Uma audiência pública na Câmara de Vereadores dia 09 vai discutir flanelinhas e consumo de drogas em vias públicas. Dois assuntos que rendem horas de conversa – inclusive pelo caráter social em se tratar a questão – e porque são duas coisas que nasce em árvore aqui na cidade.

    Acervo documental

    Terça, às 14h, o Museu Imperial realizará o seminário virtual “Acervos documentais: entre fundos e coleções”, em seu canal no Youtube. O seminário é organizado por Maria Celina Soares de Mello e Silva, responsável pelo Núcleo de Acervo Arquivístico do Museu. Ela recebe Ana Maria de Almeida de Camargo, professora do Departamento de História da Faculdade de Filosofia da USP, e José Francisco Guelfi Campos, professor da Escola de Ciência da Informação da UFMG, para uma conversa sobre o tema. Também participa Sônia Troitiño, professora do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da UNESP, como mediadora da mesa.

    Contagem         

    Petrópolis está há 338 dias sem prefeito eleito pelo povo.

    Em foto exclusiva para os Partisans na abertura do Natal Imperial: Steffen Daueslberg, CEO da Dellarte; Michelle Nemer, gerente regional de vendas da Claro e o bispo Dom Gregório Paixão.

    Só à prestação

    Um leitor da coluna disse que quase desmaiou em um supermercado essa semana. Pesquisando preços para a ceia deu de cara com um Chester ao custo de R$ 185,00.

    Recordar é viver

    Agora não podemos deixar de lembrar que quando o PSD ainda não tinha embarcado de mala, cuia e Rosângela Stumf no governo interino de Hingo Hammes o partido iniciou uma campanha pedindo que o TSE definisse logo esta questão de Rubens Bomtempo assumir ou não o cargo de prefeito para o qual foi eleito. Teve até abaixo-assinado virtual. A justificativa era de que estar em suspenso com essa questão prejudicaria a cidade. Pois agora que tem uma secretaria própria no governo o PSD acredita que não prejudica mais.

    Contatos com a coluna: lespartisans@tribunadepetropolis.com.br

    Últimas