Covid afasta mais dois vereadores do plenário da Câmara de Petrópolis

08/jan 02:00

Covid afasta mais dois vereadores do plenário da Câmara de Petrópolis

E uma semana após a morte do vereador eleito, Paulo Igor, a covid não deu trégua para a Câmara. Mais dois vereadores estão afastados: Mauro Peralta, por suspeita de ter sido infectado e Marcelo Chitão, positivado para a doença.

E continua a discussão

E o uso de máscara continua sendo um debate no legislativo. Octávio Sampaio diz que tem indicação médica para não usar máscara todo o tempo e ainda alfinetou Yuri Moura indicando que o colega use a máscara fora do plenário…

Faça o que eu digo…

Já vereador Gil Magno falou que vai pedir à Mesa Diretora que obrigue o uso de máscaras no plenário e melhor higienização dos microfones.  Ué, mas postou fotos sem máscara discursando na tribuna da Câmara?

 

A guerra das máscaras na Câmara: Fred Procópio, o presidente, com essa máscara parecendo uma cueca desbeiçada; Gil Magno faz discurso pró-máscara, sem máscara e Octávio Sampaio diz que tem atestado médico pra não usar máscara em tempo integral. 

Mais uma comissão

A Câmara de Vereadores pode instalar uma comissão especial para analisar contratos firmados no apagar das luzes do governo Bernardo Rossi. Dois se destacam: R$ 10 milhões para aluguel de computadores e sistema de informática e a renovação, por 10 anos, do contrato com a SinalPark, que administra o estacionamento rotativo. Mas, vai mesmo dar em alguma coisa?

Nem tchum…

A imprensa divulgou que os ministérios públicos, estadual e federal, arguiram a prefeitura na quarta-feira sobre 18 mortes da covid-19 que ocorreram em dezembro e janeiro, mas só foram reveladas em janeiro. Olha, gravíssima a situação e nenhum vereador se pronunciou ao longo do dia. Faz falta Paulo Igor como vereador de oposição. Na época dele teria feito matéria, vídeo, um documentário na Netflix, chamado a polícia, o exército e a Nasa.

Pizza

Também ficamos lembrando da comissão formada na legislatura passada, ainda em 2020, para acompanhar os gastos do governo com a covid-19 em especial os feitos com dispensa de licitação. Deu em que?  Não divulgaram nem um relatório disso.

Como assim, gente?

O governador em exercício, Claudio de Castro, vai estar em Petrópolis – assim como em Friburgo e Teresópolis – como forma de marcar os 10 anos da tragédia de 2011. Transfere a sede do governo para essas cidades entre domingo e terça. Agora, ele vai anunciar tão somente que pedirá ao governo federal dinheiro para construir 330 casas em Petrópolis? Reverência com chapéu dos outros, já dizia a minha vó.

Vidraça

Ouvido sobre Yuri Moura, vereador novato, que vem sendo criticado pelos colegas: “Yuri agora sabe como é sair de pedra para ser vidraça”.

Tudo resolvido

Segundo a fala dos vereadores em plenários já nas primeiras sessões do ano, não falta mais atendimento nas UPAs nem nos pontos de apoio da Covid. Eles vêm discursando falando que já fiscalizaram e que tudo já melhorou.

Tem alguma coisa errada aí…

Se tem uma coisa que a gente não consegue entender é como o dinheiro não chega às empresas. O BNDES diz que ajudou 390 mil empresas com R$ 154 milhões em financiamento numa linha especial em função da pandemia. Mas, os empresários continuam reclamando que não conseguem acesso ao crédito.

Sangue

Não é só em Petrópolis. Os hemocentros de diferentes regiões do Brasil estão preocupados com os níveis dos estoques de sangue e de hemoderivados. A atenção se torna maior com a pandemia do novo coronavírus que afastou muitos doadores. Esta semana, o Hospital Santa Teresa, com estoque 35% do normal apenas, fez novo apelo por doações.

 

A São Pedro de Alcântara pelas lentes, sempre inspiradas, de José Renato Lisboa Cordeiro.

Últimas