Covid-19: Petrópolis bate recorde de internações e Prefeitura anuncia posto avançado em Cascatinha

13/jan 19:50
Por Redação Tribuna

A Secretaria Municipal de Saúde divulgou nesta quarta-feira(13) o boletim epidemiológico que mostra que há 207 pessoas internadas por covid-19 nas unidades hospitalares do município. O maior número de internações registrados até o momento. Nesta quarta-feira há 93 pessoas internadas em leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e 114 em leitos clínicos. Ao todo, a ocupação de leitos clínicos pelo SUS é de 72,73% e de 75,86% em leitos de UTI.

Petrópolis fez, até agora, 100.919 testes para covid-19, com 13.488 resultados positivos e 84.936 negativos (levando em consideração testes rápidos e Swab). Há 2.495 casos em análise. Não houve confirmação de novos óbitos, mantendo a estatística em 421 mortes desde março de 2020.

A Secretaria de Saúde esclarece que o número de óbitos, hoje em 421, é atualizado nos boletins apenas após o registro do atestado de óbito e do resultado do exame do paciente no sistema de Vigilância Epidemiológica, o que é feito por equipe administrativa. Trata-se de medida de segurança, para evitar erro na informação divulgada pela Secretaria de Saúde.

Novo posto em Cascatinha

A prefeitura abre nesta quinta-feira (14), às 17h, o ponto de apoio instalado ao lado da UPA Cascatinha, com atendimento médico 24 horas para pacientes com sintomas de Covid-19. A medida faz parte do plano para melhorar o fluxo de atendimento no município, que inclui também a transferência, já na parte da manhã, do serviço de testagem realizado na tenda montada ao lado da UPA Centro para o Hospital Municipal Nelson Sá Earp. Além do HMNSE, haverá testagem também no ponto de apoio da UPA Itaipava.

Com as novas medidas, a UPA Centro volta a fazer atendimentos de emergência não Covid, assim como o Pronto Socorro Leônidas Sampaio, no Alto da Serra, e a UPA Itaipava. “Para agilizar os atendimentos, a referência para pacientes com casos leves será o ponto de apoio da UPA Itaipava e do HMNSE, onde poderão fazer os testes. Casos moderados a graves, com febre persistente por mais de três dias, falta de ar e dificuldade para respirar, devem procurar o ponto de apoio da UPA Cascatinha que terá atendimento médico 24 horas”, esclareceu o secretário de Saúde, Aloísio Barbosa Filho.

Últimas