Covid-19: órgãos oficiais têm números diferentes de casos e óbitos

  • Continua após o anúncio
  • Continua após o anúncio
  • 01/06/2020 00:01

    Qual o real número? 1

    É impressionante a divergência de números de casos e de óbitos da Covid-19, até mesmo entre os próprios órgãos e com horas de intervelo apenas. Enquanto a Prefeitura dizia que tínhamos 47 óbitos e 562 casos, o Ministério da Saúde, no início da tarde de domingo, afirmava que eram 84 mortes e 766 casos. O IBGE também divulga os dados do Ministério da Saúde e aponta que a letalidade em Petrópolis é de 11% e que a mortalidade é de 27,4 pessoas por cada 100 mil habitantes. 

    Qual o real número? 2

    Os dados do painel do Ministério da Saúde são abastecidos com informações das secretarias estaduais de Saúde.  Agora, Partisans, com uma hora de diferença apenas, visitaram de novo o painel do Ministério da Saúde, neste domingo, diante do espanto de números tão altos. E… surpresa! Os números de Petrópolis já estavam diferentes! O painel mostrava 418 casos e 42 óbitos. 

    Qual o real número? 3

    E nos relatórios enviados ao presidente Bolsonaro, a Agência Brasileira de Inteligência (Abin) destacou a alta subnotificação de casos da Covid-19 por falta de kits para diagnóstico. A Abin leva em conta  casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) para estimar suspeitos da pandemia. Há divergências de mortes também em relação aos registros cartorários, Partisans já mencionaram aqui. De acordo com o painel nacional dos cartórios,  Petrópolis já teria 81 mortes incluindo as decorrentes de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG).

    Painel do Ministério da Saúde: números diferentes em consultas feitas neste domingo com uma hora de intervalo. e IBGE segue o MS e divulga taxa de mortalidade também maior. 

    Estratégia

    Vamos vender pelo mesmo preço que compramos: o prefeito Bernardo Rossi, pressionadíssimo pela reabertura do comércio, resolveu iniciar a flexibilização – a partir de hoje –  mesmo com números da Covid-19 em crescimento na cidade para tirar os empresários de seu calcanhar. Se os casos aumentarem ainda mais, ele decretaria lockdown e diria ao empresariado que fez o que deu e que não pode mais manter nada aberto. A conferir. 

    Encolheu

    O painel diário da Covid-19 da Secretaria de Saúde no dia 1º de maio mostra que a cidade tinha,  no dia 28 de abril, pelo SUS, 111 leitos clínicos para Covid-19.  No dia 1º de maio o painel informava que eram 93 leitos. E, 30 dias depois, o número agora é de 56.  Ninguém divulga porque a redução e qual a estratégica que a gestão está usando…

    Engenhoso

    Sabe o caso dos deputados presos que retornaram a seus mandatos? Então… O juiz Marcelo Bretas pediu que o presidente da Alerj, André Ceciliano, confirme que foram reconduzidos e que informe em cópia ao Ministério Público. Ou seja, está provocando que o MP se manifeste, no âmbito criminal, sobre este retorno. Só prá dar uma dica: o caso dos deputados é bem parecido com os vereadores de Petrópolis que foram afastados e agora reconduzidos. 

    Ônibus cheios

    Com o início da flexibilização de comércio e serviços a prefeitura precisa dar uma atenção especial ao transporte público. Com mais gente nas ruas não tem como manter horários reduzidos. Já estava ruim em isolamento e agora a lotação está piorando.

    Meu pé de ipê…

    Vai ser penoso este período até a eleição… com os 3.567 pré-candidatos a vereador em Petrópolis nas redes sociais. Essa semana o ex-secretário de Meio Ambiente, Fred Procópio, publicou fotos de recordação: plantando árvores…

    Conectados

    Alunas do curso de enfermagem da FMP/Fase, Luisa Plant Faria, Ingrid Lyrio e Stephanie Clemente, mais o professor do curso de radiologia da instituição, Sandro Molter, iniciaram a missão de arrecadar 15 aparelhos eletrônicos (novos ou seminovos), com câmeras frontais, que serão doados aos hospitais Nelson de Sá Earp e  Alcides Carneiro). Serão usados para que os pacientes da Covid-19, em isolamento, possa manter contato com suas famílias. Mais informações no Instagram: @projetoconectadosfmpfase.

    Que coisa!

    O que é aquela máscara azul cueca do presidente da Câmara, Hingo Hammes? Nem conseguimos prestar atenção na sessão.  Aí, chega Luizinho Sorriso com uma máscara vermelho sangue. Barrou a do Hingo. 

    Eco

    Falando em Câmara, as sessões agora em videoconferência são um primor. Tem microfone aberto- o presidente da Casa, Hingo Hammes, passa 90% do tempo pedindo para os vereadores desligarem quando não estão falando – cai o sinal, os vereadores não ouvem… Agora é sensacional quando dá eco! 

    Luisa Plant, uma das idealizadoras do projeto que vai levar celulares com câmeras para pacientes da Covid-19 nos hospitais. A ideia é de alunos de enfermagem da Fase.

     

    Últimas