Coronavírus, eleições, fervor de veranistas nos distritos e tudo o que a cidade está vivendo com a pandemia

  • 24/03/2020 07:00

    Les Partisans online

    Começamos no impresso e agora estamos online, mas com a mesma disposição em fazer uma crítica bem humorada, falar grosso quando é preciso, elogiar o que é bem feito e, principalmente, registrar o cotidiano da cidade. Partisans chamaram reforços para as suas trincheiras e vamos com tudo nesta era digital! Contatos com lespartisans@tribunadepetropolis.com.br. Sigam-nos os bons!

    Covid-19

    Nas reuniões de equipes, os secretários do governo Bernardo Rossi têm evitado um colega em especial nesta época de Covid-19. O cara fala cuspindo. Mas, não é uma cuspidinha, um perdigotinho inocente, não.  Digamos que houvesse um campeonato mundial de cuspe à distância. Ele medalhista. 

    Sem banco

    Em Duas Barras, o prefeito Luis Carlos Botelho Lutterbach, tomou uma medida radical para que os velhinhos fiquem casa. Mandou recolher os bancos das praças. A foto é de Davi Massena.

    Em Maricá

    A Prefeitura anunciou um pacotaço de R$ 80 milhões para fomentar a economia e reduzir os efeitos financeiros e sociais do coronavírus. Aumentou o crédito do cartão social,  em 130%, uma injeção de R$ 20 milhões no comércio. Durante três meses os estudantes vão receber cestas básicas (24,4 mil cestas), totalizando R$ 10,2 milhões; o pagamento do IPTU para maiores de 60 anos foi adiado;  cerca de 6 mil  trabalhadores informais e autônomos vão receber um salário mínimo por três meses, o que representa desembolso de R$ 18 milhões e haverá  uma linha de crédito para os empresários da cidade que totaliza R$ 20 milhões. Calma, gente. Foi em Maricá.

    Corona x eleição 1

    O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, recomendou o adiamento das eleições deste ano. A eleição é só no dia 04 de outubro, mas a campanha oficialmente começa no dia 16 de agosto. Já o ministro Luís Roberto Barroso, que presidirá o Tribunal Superior Eleitoral a partir de maio, já adiantou que não cogita esse adiamento. A preocupação de Mandetta tem sentido. Antes mesmo do prazo legal os candidatos e cabos eleitorais circulam (e como!) nas comunidades e fazem pequenas reuniões.

    Corona x eleição 2

    Uma proposta que pode tomar corpo é suspender as eleições 2020, derivar o fundo partidário para o SUS e unificar o pleito em 2002 (quando são escolhidos governadores e deputados). Os atuais prefeitos ficariam nos cargos por mais dois anos, porém sem direito à reeleição.

    Vergonha alheia 1

    Uma vergonha os veranistas abastados vindos do Rio para Secretário, Itaipava e Araras entupirem os bares nos últimos dias a ponto de a Defesa Civil e Bombeiros terem que ir aos locais com sirenes e mandar fechar os estabelecimentos e as pessoas irem pra casa.

    Vergonha alheia 2

    E não eram compras em mercados, não, gente. Era um fervo nos bares e restaurantes, principalmente à noite. Quinta e sexta bombaram.

    Vergonha alheia 3

    A ponto dos moradores pedirem socorro nas redes sociais para que os bares fossem fechados, agravado ainda pela situação de caseiros e diaristas denunciando que não foram dispensados do trabalho, ainda que os patrões tivessem retornado do exterior,  o que é outro problema grave. 

    Alta

    Onze em cada 10 petropolitanos estão reclamando da alta de preços nos supermercados depois de deflagrada toda a mobilização contra o coronavírus. Vai requerer medidas mais enérgicas do Procon.

    Vacina

    Ao contrário do que tinha divulgado antes, prevendo início ontem, o drive-thru da vacina para idosos começa amanhã, no Parque de Itaipava e Hotel Quitandinha. É uma das melhores iniciativas. Agora precisa rever a quantidade de vacinas nos PSFs e UBS. No Alto da Serra, ontem, foram apenas 400 doses e acabaram de manhã cedo. No posto informam que nova leva só amanhã. O que faz os velhinhos ficarem indo todos os dias ao posto saber se já pode vacinar.

    Subiu no telhado 1

    Adiada sine die, ou seja, sem previsão, a licitação da Expo Petrópolis. O coronavírus e a suspensão de eventos vieram a calhar neste caso considerando que os prazos, previstos em lei não foram respeitados. Como a gente disse anteriormente já havia ação na justiça denunciando o descumprimento. A Expo, este ano, no entanto, não deve mais acontecer. O que alivia o prefeito Bernardo Rossi de responder esta ação.

    Subiu no telhado 2

    A Prefeitura jura de pés juntos que tava tudo no prazo, mas por força de uma interpretação. Diz o artigo 2º da lei que é “ obrigatório a execução de procedimento licitatório com antecedência, não inferior, a 60 dias antes do evento.  A prefeitura interpreta a data inicial  como a publicação do edital e não a data da concorrência. Talvez seu autor, o presidente da Câmara, Hingo Hammes, deva propor uma emenda, deixando mais claro. Se for o caso pode, inclusive, anexar um desenho à lei. Desenhando fica mais fácil.

    População de rua

    O Psol tornou público um documento apontando 25 medidas que o governo municipal deveria adotar em combate ao coronavírus. Uma delas chamou a atenção: “disponibilizar edifícios ociosos para moradores de rua”.  Partisans acham que deveria ser defendido o recolhimento compulsório da população de rua. Abrigo já tem: o NIS no Alto da Serra, espaço que os moradores de rua se recusam a usar porque não podem entrar com bebidas e há regras a serem cumpridas.

    Fiscalização

    Botecos e biroscas nos locais mais afastados são um desafio para a Guarda Civil. Teimam em permanecer abertos apesar da proibição.  As fotos são da GC.

    Pandemia?

    Lago de Nogueira, domingo, 13h. E a galera pescando de boa, nunca ouviram falar na pandemia, coronavírus e isolamento.  Foto de Eduardo Michele. 

     

     

    Últimas