Coordenadoria de Bem-Estar Animal vai passar por reestruturação e retomará o serviço de castrações

  • Continua após o anúncio
    Continua após o anúncio

  • 01/02/2021 18:43
    Por Luana Motta

    A Coordenadoria de Bem-estar Animal (Cobea) vai passar por uma reestruturação e contará com mais um médico veterinário para as fazer as fiscalizações de denúncias. Segundo o novo coordenador da Cobea, João Valois, o serviço de castração também será retomado. Os processos de compra de insumos já estão em andamento.

    Em janeiro do ano passado, a Prefeitura adquiriu um veículo castramóvel que deve atender, durante o ano inteiro, todos os distritos. Mas ainda não há previsão para o início do serviço. O veículo está há um ano estacionado no pátio da sede da Secretaria de Defesa Civil. Em dezembro, a prefeitura havia garantido que o equipamento estaria pronto para uso neste mês. Segundo o coordenador da Cobea, sete processos de compra de insumos que estavam parados. Eles estão sendo revisados e, logo em seguida, será dado andamento para que o serviço comece a ser feito o mais breve possível na cidade.

    O castramóvel adquirido há um ano está estacionado no pátio da Defesa Civil.

    Além disso, em julho do ano passado, foi licitada a compra de um furgão, que vai auxiliar no trabalho de atendimento a animais, especialmente felinos, com esporotricose. O contrato com a empresa vencedora foi assinado em 16 de janeiro, e a empresa tem trinta dias para entregar o veículo.

    O médico veterinário da Cobea, Felipe Miloski, disse que a previsão é que o castramóvel atenda primeiro as comunidades que ficam no entorno de reservas ambientais, atendendo a uma determinação do Conselho Regional de Medicina Veterinária (CRMV). O veículo ficará em cada comunidade até atender toda a demanda.

    Segundo João Valois, com a reestruturação, a Cobea terá mais cinco profissionais – um veterinário e quatro auxiliares, para fazer as fiscalizações de denúncias. “Nós queremos trabalhar em cima de três pilares: a adoção, a castração e a educação”, disse o coordenador. Em uma parceria com a Secretaria de Meio Ambiente e a Secretaria de Educação, a Cobea fará ações nas escolas sobre bem-estar animal e adoção responsável.

    E já neste próximo sábado, dia 6, a Cobea inicia a primeira atividade da Campanha de adoção na Praça Dom Pedro, de 10h às 15h. Serão disponibilizadas duas barracas para os protetores, já cadastrados na Cobea e incluídos no cronograma. As feiras vão acontecer quinzenalmente.

    Segundo a Cobea, os animais (filhotes e adultos) levados para a feira pelos protetores estarão vacinados, vermifugados e as fêmeas castradas. Para adotar é preciso ser maior de idade, além de ter em mãos o documento de identidade, CPF e um comprovante de residência. Segundo João Valois, coordenador de Bem-estar Animal, para adotar é necessário ter responsabilidade.

    Últimas