Constelações Sistêmicas – Projeção holográfica

  • Continua após o anúncio
  • Continua após o anúncio
  • 04/ago 08:00
    Por Prema Vydia

    Podemos entender a constelação sistêmica como uma projeção holográfica do campo morfo-psíquico da humanidade.

    O que seria o campo morfo-psíquico?

    Seria um campo de informações onde estão registradas em forma de ondas (de energia) todos os eventos (relevantes) dos sistemas vivos, de forma atemporal e omnipresente.

    Sabemos que a matéria tem um comportamento dual. A depender da interação com o observador ou com o instrumento de medida, a matéria se comporta ora como onda (quando não observada) ora como partícula (quando observada).

    As informações contidas no campo morfo-psíquico ecoam na nossa vida física e psíquica através da ressonância, como acontece com taças que vibram na mesma frequência, por estarem compostas do mesmo material. Se manifestam principalmente através dos conflitos que vivemos. No entanto, de maneira geral, não temos consciência dessa influência.

    Podemos sintonizar conscientemente com o campo morfo-psíquico. O instrumento de sintonia é o nosso próprio corpo e, a frequência de sintonia é a nossa intenção. Nas constelações, verificamos a veracidade da frase “a energia segue o pensamento”, como veremos posteriormente.

    O que se vê numa constelação é um fenômeno relativamente simples. O cliente traz uma questão; colocam-se representantes para as pessoas do sistema do cliente que possam estar envolvidas na questão; pede-se que sigam o movimento espontâneo do corpo e elas começam a ter movimentos, percepções, emoções.

    Mesmo que os representantes não tenham tido nenhuma informação prévia das pessoas por eles representadas, o cliente reconhece nelas atitudes e comportamentos destas últimas. Pelas expressões, posições e atitudes entre os representantes mostram-se situações comuns à vida dos seres humanos: atração, amor, repulsa, sofrimento, vítimas, agressores, etc. Isto tudo é o fenômeno visível da constelação.

    Estes movimentos espontâneos, esta cena que assistimos, como uma peça de teatro, é a projeção holográfica do campo morfo-psíquico. As informações que estão no campo morfo-psíquico na forma de ondas se projetam na matéria utilizando os corpos dos representantes como tela de projeção e a intenção como mecanismo de sintonia ou de focalização das informações.

    A intenção é o mecanismo de sintonia, pois, de todas as informações contidas no campo morfo-psíquico, apenas as relacionadas ao sistema familiar do cliente e apenas as relacionadas ao conflito presente são mostradas na constelação. A constelação e os seus resultados são, de maneira geral, muito coerentes e precisas com a questão que o cliente gostaria de esclarecer.

    Durante a constelação os representantes podem vivenciar claramente a ação do campo sobre eles. Mesmo estando conscientes o tempo todo, sentem-se movidos por uma força externa a eles. São como observadores desse movimento espontâneo de seus corpos e das suas reações emocionais.

    Eles entram nos “papéis” e saem automaticamente quando finalizada a constelação facilmente. Isto é assim porque eles não estão identificados com as informações do campo morfo-psíquico que naquele momento eles contatam e expressam através de seus corpos.

    O mesmo não acontece com o cliente. Ele sim está identificado com as informações do campo morfo-psíquico. Ele sempre achou que agiu desta ou daquela maneira porque era da sua natureza. Ele era insconsciente, antes da constelação, de que estava apenas projetando através de seus comportamentos e emoções informações do campo morfo-psíquico.

    Dentro da totalidade do campo morfo-psíquico há informações com as que ressoamos mais fortemente. As informações do nosso sistema familiar são de longe as que exercem a atração mais poderosa sobre nós. Fomos moldados por esse campo específico de informações, mas, ressoamos também com outros campos de informações aos que pertencemos: grupos de amigos, empresa, género, etc.

    A nossa ressonância com os campos morfo-psíquicos é inversamente proporcional à nossa autonomia psíquica e emocional. Crianças, por exemplo, estão totalmente à mercê dele.

    Últimas