Conmebol nega pedido e River vai escalar jogador de linha no gol na Libertadores

18/maio 17:45
Por Estadão

O River Plate terá de escalar um jogador de linha no gol na partida contra o Santa Fe, nesta quarta-feira, no estádio Monumental de Nuñez, em Buenos Aires, pela Copa Libertadores. A equipe argentina teve o pedido negado pela Conmebol para inscrever outros dois goleiros após sofrer com um surto de covid-19.

O clube soma 20 casos positivos no elenco, sendo que os quatro goleiros inscritos na competição continental (Franco Armani, Enrique Bologna, Germán Lux e Franco Petroli) estão na lista de infectados.

O River fez um pedido para trocar dois nomes da lista para ter um goleiro à disposição para colocar em campo. Alan Leonardo Díaz, de 21 anos, que fez sua estreia no profissional no domingo, contra o Boca Juniors, seria o titular contra o Santa Fe.

Agora, sem nenhum goleiro disponível, o técnico Marcelo Gallardo terá de escalar um jogador de linha no gol. O mais provável é que o lateral-esquerdo Casco seja o escolhido por treinar na função nos recreativos. As outras opções são os zagueiros Jonatan Maidana e Tomás Lecanda e o meia Jorge Carrascal.

O River Plate também já vai começar o jogo com um jogador a menos e sem nenhum reserva. Gallardo tem apenas dez jogadores disponíveis da lista dos 32 da Libertadores, apesar da Conmebol permitir a inscrição de até 50 nomes.

Além dos casos de covid-19, o volante Enzo Pérez se lesionou contra o Boca Juniors, no domingo, e o zagueiro Javier Pinola continua fora, se recuperando de fratura no antebraço.

A partida entre River Plate e Santa Fe é válida pelo Grupo D, que tem o Fluminense na liderança. A equipe argentina está na segunda colocação.

Últimas