Comércio se prepara com expectativa de crescimento nas vendas para o Dia dos Pais

28/jul 19:31
Por Redação/ Tribuna de Petrópolis

O Dia dos Pais é uma data que vem cada vez mais ganhando relevância entre os brasileiros. Neste ano, a data será celebrada em oito de agosto – segundo domingo do mês – e o comércio em geral já começa a apostar suas fichas em um crescimento nas vendas, principalmente porque as pesquisas mostram que a maioria da população (61%), pretende comprar um presente e celebrar a data mesmo que de maneira diferente do habitual, considerando os tempos atuais de distanciamento social.

Dados coletados através de pesquisa realizada pelo Instituto Behup (maio/2021), 35% dos entrevistados consideram o Dia dos Pais a segunda data comemorativa mais importante do ano, ficando atrás, apenas, do Dia das Mães, que ocorre em maio.

De acordo com o presidente da CDL Petrópolis, Cláudio Mohammad, para a cidade de Petrópolis as expectativas são muito positivas. “A chegada desta data representa um estímulo a mais para a retomada da economia e mais uma oportunidade de aquecimento nas vendas após esse longo período de sanções, decorrentes da pandemia”, afirma.

Ainda considerando a pesquisa, a CDL espera um crescimento de 3,2% nas vendas de Dia dos Pais, com relação ao ano de 2020. “Embora a expectativa de aumento nas vendas pareça pequena, consideramos um avanço importante para o comércio de toda a cidade recobrar suas forças depois dos tempos difíceis enfrentados no ano passado”, completou, Claudio Mohammad.

Os itens com maior intenção de compras, segundo os entrevistados, são roupas, com 36%; perfumes, com 20% e, em terceiro lugar, os calçados, alvos de 18% das ideias de presentes para agradar os pais. A forma de pagamento que deverá ser utilizada por 42% dos consumidores será o parcelamento no cartão. Em segundo, vem o cartão de débito, com 34% das intenções de compra, seguindo pela quitação em dinheiro, para 23%; à vista no cartão, com 22% e, por fim, a novidade do ano, o PIX, que deverá ser o meio de aquisição de 18% (a soma ultrapassa 100% pois os entrevistados puderam escolher mais de uma opção).

Últimas