Suspensão de serviço impede que mães visitem filhos presos

22/jan 16:16
Por Luana Motta

Mães que são assistidas pela Associação de Mulheres Guerreiras (Amugue) estão há meses sem acesso aos filhos e familiares custodiados no sistema prisional do Estado. O Detran suspendeu a emissão de carteirinha de visitante da Secretaria de Administração Penitenciária (SEAP), em outubro do ano passado. Sem essa identificação, as mães ficam impedidas de levar roupas, material de higiene e até alimentação para os filhos detentos.

Ivanete Pereira, presidente da Amugue, disse que só no mês de janeiro já são mais de 200 mães aguardando o agendamento para fazer a carteira. “No início, disseram que a suspensão era por causa da greve, depois disseram que um equipamento que fabrica as carteirinhas estava quebrado. Não sabemos realmente porque eles não estão fazendo. Nós chegamos a propor que eles abrissem para que um familiar de primeiro grau pudesse fazer a visita ou custódia apresentando a carteira de identidade, mas não deram resposta”, disse.

A mãe de um rapaz de 22 anos, que está preso há 30 dias em uma casa de custódia no Rio, disse que os últimos dias têm sido de angústia, sem notícias dele. “É muito difícil por causa da pandemia. Se a gente, de fora, já está em risco, imagina quem está lá dentro. Se meu filho tivesse me escutado, se tivesse me ouvido, não estaria lá de novo. Meu maior medo é ele pegar essa doença”, disse a mãe, que preferiu não ser identificada.

A Associação enviou ofícios para a SEAP e para o Detran em busca de uma previsão sobre a retomada do serviço, e tentando uma solução provisória até que seja normalizado. Mas ainda não obtiveram resposta. A Amugue atende anualmente cerca de 980 mães e familiares de custodiados moradores de Petrópolis e região, que estão em casas de custódia no estado do Rio.

A Tribuna questionou a SEAP sobre o envio dos ofícios e a tentativa de acordo com os familiares, mas não obteve resposta. Já o Detran informou à Tribuna que “desde que iniciou sua gestão, em outubro, a nova diretoria do Detran fez uma análise minuciosa e começou a regularizar a situação dos contratos com as terceirizadas. A empresa responsável pela emissão de carteiras de visitante da Seap foi uma destas. Foi feita licitação e o novo prestador, agora devidamente licitado, vem retomando o serviço, após treinamento de pessoal. A previsão é voltar a oferecer o serviço em fevereiro”.

Últimas