Com caso Bomtempo ainda sem data no TSE, eleição suplementar pode ficar para 2022

12/set 01:30

Suspenso desde o dia 03 de agosto depois de pedido de vistas do ministro Alexandre de Moraes o caso Rubens Bomtempo ainda não tem nova data de julgamento no Tribunal Superior Eleitoral.  As próximas pautas, até o dia 23, não incluem o processo em questão. Com menos de dois meses de prazo o Tribunal Regional Eleitoral não organiza um pleito. Assim, o último prazo para a eleição suplementar, dia 05 de dezembro, subiu no telhado e o pleito só deve acontecer junto com as eleições regulares do ano que vem.

Em outras cidades…

Enquanto isso, hoje, mais de 28 mil eleitores em Silva Jardim, na Região dos Lagos, e Santa Maria Madalena, na Região Serrana, voltam às urnas, para escolha de prefeito e vice nos municípios. Três chapas disputam a Prefeitura em cada cidade e os eleitos neste domingo exercerão mandato até 31 de dezembro de 2024.

Continuidade

Tá uma briga nos bastidores para saber quem atrasou mais as obras na cidade. Disputam o interino Hingo Hammes e o ex, Bernardo Rossi.  Os correligionários de ambos brigam nas redes e ao vivo. Para facilitar a peleja lançamos uma tabelinha com os prazos. Por enquanto, Bernardo Rossi vence com certa folga, mas é seguindo de perto pelo interino.

Theatro Dom Pedro– início 05 de outubro de 2019 – 14 meses de Bernardo Rossi e 8 meses de Hammes

Palácio de Cristal – início 27 de janeiro de 2020 – 12 meses de Bernardo Rossi e 8 meses de Hammes

Tomógrafo HMNSE – chegou em 28 de junho de 2020 – 6 meses de Bernardo Rossi e 8 meses de Hammes

CEI e Creche Vicenzo Rivetti – obras licitadas agosto de 2019 – 18 meses de Bernardo Rossi e 8 meses de Hingo Hammes.

CEI Alto da Serra – aluguel desde março de 2020, prédio ainda sem obras – 17 meses de Bernardo Rossi e 8 meses de Hingo Hammes

Contagem         

Petrópolis está há 253 dias sem prefeito eleito pelo povo.

Partisans – em especial a ala feminina que não deixa passar nada – acha que um homem desse tamanho não pode tá tomando café nesta xicrinha…Ô gente implicante. Nem levantando o mindinho ele tá…

Essa promete!

Longe de a gente causar o pânico e a intriga entre nossos queridos vereadores, mas a iniciativa da mesa diretora em mudar o regimento interno para dar mais tempo de defesa a Rubens Bomtempo e Bernardo Rossi – conforme deduramos aqui na edição de domingo passado – vai dar rebu. Tem partido, entre os que não têm assento na Câmara, que vai partir pro jogo e denunciar. É bom frisar que as contas dos ex-prefeitos, de 2016 e 2019, foram rejeitadas pelo Tribunal de Contas do Estado e dependem agora da Câmara que, confirmando a desaprovação, poderá fazer os dois ficarem inelegíveis.

Munição prontinha

Fora que o povo que não anda nada satisfeito com os vereadores – e os partidos sem assento – já estão com as artes para redes sociais prontinhas. São daquelas que coloca a fotinha e assinala quem votou a favor e quem votou contra a reprovação das contas dos ex-prefeitos.  Não custa avisar.   

Beijinho no ombro

Sobre o crescimento do vereador Dudu na esfera governamental e sua influência sobre a gestão provisória e ainda sobre os colegas de Câmara, um Partisans tascou: “Dudu está para Hingo Hammes assim como Paulo Igor estava para Bernardo Rossi”.  Dudu quando ouve uma coisa dessas apenas sorri e dá um beijinho no ombro.

Tá discreto demais

Longe de a gente implicar com Ronaldo Ramos o vereador mais cavalheiro de toda a história do legislativo petropolitano, mas a gente acha que para um líder do PSB na Câmara ele fala muito pouco do deputado estadual Rubens Bomtempo, dono local do partido.

Koeler

A gente só queria avisar aos nossos governantes que toda vez que se fala em “Avenida Koeller” via batizada em homenagem ao engenheiro que planejou a cidade, Julio Frederico Koeler dá 10 cambalhotas no túmulo.

Inveja

O governo estadual já publicou o edital de obras de contenção e drenagem no município de Nova Friburgo. Os investimentos somam cerca de R$ 43,2 milhões. Com previsão de início para o próximo mês de novembro, as obras devem ser concluídas em 18 meses. Estão sendo conduzidas por Max Lemos, titular da Secretaria de Infraestrutura estadual, padrinho político do ex-prefeito Bernardo Rossi. Por isso torcemos que ele também lance algo para a cidade para atender o afilhado.

Lá no Itamarati conhecida como ‘rua do meio’: linda com ipê florindo e podia estar ainda mais bonita sem o lixo jogado nas margens do rio… Alan Alonso clicou.

Contatos com a coluna: lespartisans@tribunadepetropolis.com.br

Últimas