Cão espera a dona há 10 dias na porta da Casa Providência

  • Continua após o anúncio
    Continua após o anúncio

  • 03/12/2021 02:40

    O Whisky, um autêntico vira- lata, mestiço de pastor alemão, está à espera de sua dona desde o dia 24 de novembro na porta do Hospital Nossa Senhora Aparecida, a antiga Casa Providência. Dona Lenira precisou ser internada na UTI e o cão a seguiu até a unidade de saúde, já que moram ali pertinho. Ontem, Dona Lenira melhorou e foi transferida para o Hospital Santa Monica onde deve ficar mais dois dias. E foi uma luta porque o Whisky viu a sua dona entrar na ambulância e queria ir junto de qualquer forma.

    Volta, Dona Lenira!

    Nestes dias, Whisky almoça na casa de um dos vizinhos e janta e dorme na casa de outro. Mas, passa o dia todo na porta do hospital porque acha que ela ainda está lá. Recebe a atenção de funcionários e médicos. E vamos torcer para Dona Lenira receber alta o mais rápido possível para juntar esses dois novamente.

    Whisky, o fiel cão que espera a dona  na porta da Casa providência

    Mais uma vez

    Acho que o pessoal não entendeu, não. E vamos quebrar o galho explicando novamente: o Diário Oficial assim que editado, tem 48 horas para estar online na página da prefeitura. Fora do prazo é ilegal. Não adianta ‘guardar’ um monte deles e colocar tudo de uma vez só no ar. O legal da brincadeira é o cidadão ter acesso assim que a prefeitura toma suas decisões e as publica.

    Ainda as magrelas

    E quando se destaca que a prefeitura vai colocar vagas de estacionamento rotativo na ciclofaixa da Barão no Natal – a única da cidade – a vereadora Gilda Beatriz divulga que apresentou um projeto para que a prefeitura dê desconto de IPTU às empresas que incentivarem seus funcionários a adotar o uso de bicicletas de casa para o trabalho. Mas em que ciclofaixa, meu Deus?  

    Um longo caminho

    Tem gente que está estranhando tendo mais de 15 dias uma decisão do presidente do Superior Tribunal de Justiça, ministro Humberto Martins, suspendendo decisão do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro que impedia Bomtempo de assumir o cargo de prefeito que até hoje não tenha ocorrido a posse. Calma, gente. Depende ainda do Tribunal Superior Eleitoral. É como a gente falou: se bobear nem sai este ano.

    Susto

    E uma viatura da Polícia Federal que parou quarta-feira ali na Praça da Águia? Deu pânico tanto na Secretaria de Educação quanto na Câmara de Vereadores. Mas os PFs nem entraram nestes prédios, não…

    Encruzilhada

    Ao contrário do que a gente disse ontem, Bernardo Rossi, subsecretário estadual das Cidades, não precisa esperar brecha para trocar o PL pelo PSDB, agora que Bolsonaro embarcou no Partido Liberal, o qual presidente em Petrópolis é o ex-prefeito. Ele pode sair a qualquer momento porque não está em mandato, porém, se ele se transferir para o PSDB ele vira Dória. E como fazer para se manter no governo bolsonarista de Claudio Castro?

    Pista

    Além da ciclofaixa na Barão que vai virar estacionamento rotativo durante o Natal Imperial outro assunto de trânsito movimentou as redes sociais nos últimos dias: um quebra-molas em Itaipava que acabou suprimido com a reforma da União e Indústria. Povo tá fazendo pista de corrida no retão.

    O Trio Dubrá, aqui em foto de Mariana Rocha, é a atração desta sexta, no Parque de Exposições, em Itaipava, dentro da programação do Petrópolis Gourmet que abre hoje e segue até o dia 19.  O show começa às 16h.

    O retorno

    Quatro conselheiros do Tribunal de Contas do Rio de Janeiro – José Gomes Graciosa, Marco Antônio Alencar, Aloysio Neves e José Maurício de Lima Nolasco – podem voltar ao TCE. O Supremo Tribunal Federal concedeu habeas corpus a eles que chegaram a ser presos em 2017 na Operação Quinto do Ouro, um desdobramento da Lava-Jato. Neste grupo apenas Domingos Brazão, que já obteve decisão semelhante, ainda não pode voltar porque tem outra ação judicial em andamento no Tribunal de Justiça.

    Contagem         

    Petrópolis está há 336 dias sem prefeito eleito pelo povo.

    Crédito

    Uma coisa precisa ser reconhecida: o governo do Estado deu um gás na AgeRio, agência de fomento, que estava numa inércia de dar gosto há anos. As linhas de crédito do programa SuperaRJ chegaram à marca de R$ 200 milhões em créditos destinados a 15.960 negócios fluminenses. A agência liberou cerca de R$ 57 milhões em recursos para microempreendedores Individuais, profissionais autônomos e informais, e mais de R$ 143 milhões para micro e pequenas empresas de todos os 92 municípios.

    Contatos com a coluna: lespartisans@tribunadepetropolis.com.br

    Últimas