Cantinho do Corretor: O mercado imobiliário de Petrópolis após um ano de pandemia

02/jun 08:00
Por Fabrício Junqueira

Caros leitores, esta coluna, exatamente nesta mesma data, há um ano atrás, falava de como andava o mercado imobiliário de Petrópolis no que era, na época, o início da pandemia no Brasil, no que diz respeito às decisões das pessoas no âmbito imobiliário.

Naquele momento, já víamos um movimento explosivo nas locações de temporada, que vinham na esteira da necessidade das pessoas pelo distanciamento social, bem como víamos um aumento gradativo nas vendas de imóveis, corroborado em publicações divulgadas na grande mídia.

Pegando o dia de hoje e analisando tudo o que ocorreu depois daquele período até o momento atual, o que tivemos foi um verdadeiro “tsunami” de transações de compra e venda em nossa cidade, de forma que os próprios profissionais do mercado imobiliário não foram capazes de suportar a demanda, pois vários negócios foram celebrados diretamente entre vendedores e compradores. Sem dúvidas, também, os profissionais do mercado imobiliário tiveram o papel de protagonistas nesse cenário, pois foi nosso papel de profissionais que colaborou na tomada de decisão da maioria dessas pessoas na compra, visto que a maioria delas não conhecia bem nossa cidade e os corretores foram fundamentais em bem receber esse novo público comprador que chegou em nossa cidade.

Esses dados que citei são comprovados com a informação que tivemos, no final do ano passado, divulgada em primeira mão pela coluna LesPartisans deste jornal, que apontou o recorde da Prefeitura de Petrópolis na arrecadação do ITBI em 2020.

Mas, tudo isso que contei a vocês até o momento ficou na história. O ponto agora é o cenário atual e o que temos pela frente. Digo a vocês que ainda temos um cenário bem favorável em nosso mercado. Petrópolis é uma cidade de ótima infraestrutura e a situação da pandemia, embora pareça a cada dia em maior evolução para uma solução, ainda é vista pelos principais especialistas com muita cautela, o que favorece a continuidade da busca de pessoas por um refúgio na serra.

Outro ponto favorável é o da experiência que as pessoas que compraram ano passado estão vivendo. Plenamente felizes na esmagadora maioria dos casos, as pessoas que compraram casas e terrenos aqui para se refugiarem e mudarem o estilo de vida ficaram satisfeitas com o investimento que fizeram, de forma que agora vivemos o cenário inverso do que ocorria antes da pandemia: estamos com escassez de produtos, de forma que não está mais tão fácil encontrar uma boa oportunidade para comprar, pois houve valorização em nosso mercado. Mesmo assim, com criatividade e ajuda de um bom corretor de imóveis, é possível lapidar boas opções em nosso mercado, que reserva alguns dos melhores imóveis do Brasil.

Portanto, mais do que nunca, é momento de fazer bons negócios e se o mercado não apresenta as melhores opções com facilidade, veja no corretor de imóveis da sua confiança um parceiro fiel na busca da realização deste sonho. Bons negócios!

Dúvidas ou sugestões? Entre em contato pelo Whatsapp (24) 99295-3751.      

ANIVERSARIANTES DA SEMANA:

Dia 31: AdenirPettersen Xavier – Creci 8.744, Marcio José Honorato dos Santos – Creci 58.335, Eduardo Santos de Lima – Creci 64.101;

Dia 01:Jasival Batista Gonçalves – Creci 24.625, Oswaldo Antonio de Medeiros – Creci 13.054, Marlene Machado Leite – Creci 31.731, Rosangela Maria dos Santos Pereira – Creci 68.925, Marcelo Xavier Ferreira Musa – Creci 29.234, Camila Silva Nascimento – Creci 65.281.

Dia 04: Jorge Alberto Santos Oliveira – Creci 8.434, Rosane Thomaz de Macedo – Creci 43.527, Danielle Rosa Araujo – Creci 46.019;

Dia 05: Nadia Cristina Chibaia – Creci 22.763, Eduardo Silverio – Creci 17.438, Murilo Maciel da Silva – Creci 53.059;

Dia 06: Francisco Paula Lima Junior – Creci 24.853, Sandro Rogerio Santos Machado – Creci 25.651, EnioKloh – Creci 34.902, Fernanda de Abreu Oliveira Bertoloto – Creci 71.300, Mario Henrique Simões dos Reis – Creci 33.838.

Nossos parabéns a todos vocês!

Fabrício Junqueira é Delegado do Creci em Itaipava.

Últimas