Caixa ainda não liberou o empréstimo de R$ 100 milhões para Prefeitura

  • Continua após o anúncio
    Continua após o anúncio

  • Financiamento está em fase inicial de análise pelo banco e depende também do Ministério da Economia

    13/maio 18:19
    Por Jussara Madeira, especial para a Tribuna

    Os pedidos de empréstimos que totalizam R$ 100 milhões feito pela Prefeitura de Petrópolis à Caixa Econômica ainda estão em processo de análise pelo banco. Os pedidos foram autorizados pelos vereadores em abril, e ainda não há prazo para liberação do montante.

    Os dois projetos, um com o pedido de R$ 80 milhões e outro de R$ 20 milhões passaram pela apreciação do Legislativo Municipal, conforme determina a Lei. Com pedido de votação em caráter de urgência, o Município disse que os valores serão aplicados em obras de contenção de encostas e obras viárias necessárias para a recuperação da cidade após as chuvas de fevereiro.

    Na ocasião, foram favoráveis aos pedidos os vereadores: Dudu, Gil Magno, Domingos Protetor, Ronaldo Ramos, Yuri Moura, Mauro Peralta, Marcelo Chitão, Junior Paixão e Junior Coruja. Já os vereadores Hingo Hammes e Fred Procópio aprovaram parcialmente. Os vereadores Gilda Beatriz, Marcelo Lessa, Eduardo do Blog e Octavio Sampaio votaram contra. Na justificativa desses vereadores, está o fato do município não ter especificado, até então, as aplicações dos recursos já recebidos.  

    Análise em fase inicial

    A Caixa informou que as propostas de financiamento de Petrópolis encontram-se em fase inicial de análise pelo banco e que além de passar pela autorização do Legislativo Municipal, a autorização dos créditos depende de análises de aspectos legais, técnicos e financeiros. E ainda da autorização pela Secretaria do Tesouro Nacional/Ministério da Economia.

    A instituição financeira ressaltou que opera com linhas de crédito para o setor público com fontes de recursos diversas.

    A Prefeitura foi questionada sobre em quais obras e locais que devem ser aplicados os recursos, mas não obtivemos resposta.

    Últimas