Biden: eventos climáticos extremos custaram US$ 99 bilhões em 2020

13/set 22:08
Por Estadão

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, afirmou hoje que eventos climáticos extremos custaram US$ 99 bilhões em 2020, soma que deve ser ainda maior em 2021. A declaração foi feita em um discurso na Califórnia, para onde o democrata se dirigiu por conta dos incêndios que o Estado vem enfrentando. Ao longo de suas falas, o líder defendeu seu projeto Build Back Better para infraestrutura, e afirmou que cada dólar investido em resiliência pode poupar até US$ 6.

“É uma parte devastadora para nossa economia e para tantas comunidades”, concluiu o democrata sobre as catástrofes. “Estamos trabalhando para que a Califórnia tenha todos os recursos necessários disponíveis”, afirmou o presidente, e apontou que seu plano inclui bilhões de dólares para enfrentar incêndios, incluindo US$ 8 bilhões para aumentar resiliência no tema. Segundo Biden, os investimentos em infraestrutura trazem empregos bem pagos, além de terem potencial de elevar o crescimento do país.

“Temos o plano bipartidário de infraestrutura, e espero que tenhamos o de reconciliação”, afirmou o democrata sobre os planos no Congresso. Biden lembrou do custo de US$ 3,5 trilhões, mas lembrou que os gastos são diluídos ao longo de dez anos. “Cientistas estão avisando para os riscos das mudanças climáticas há anos”, e agora “estamos vendo isso em tempo real”, afirmou o presidente. Além dos investimentos em infraestrutura, Biden apontou ainda para uma redução no consumo de combustíveis fósseis.

Mais cedo, Biden citou os bombeiros, e afirmou que estes trabalhadores não “deveriam pagar mais impostos do que uma empresa de tecnologia inteira”, escreveu em seu Twitter. Segundo o presidente, “vamos cortar impostos para a classe média, garantindo que as empresas ricas e grandes paguem sua parte justa” no país.

Últimas