Arte negra: I Mostra Rane de Cultura Negra de Petrópolis começa neste domingo (21)

  • Continua após o anúncio
    Continua após o anúncio

  • 20/03/2021 10:30
    Por Redação/Tribuna de Petrópolis


    Fomentar atividades artísticas que enaltecem a cultura negra na cidade é o que promove a I Mostra Rane de Cultura Negra de Petrópolis, a partir do dia 21. Com realização inteiramente on-line, a iniciativa promoverá a exibição de diferentes manifestações em que o artista negro será protagonista. A proposta é incentivar reflexões sobre o racismo, ainda tão presente na sociedade e diretamente refletido na desigual oportunidade ao artista negro. As atividades serão realizadas por meio de plataforma digital, no canal do Youtube do evento, até o dia 27 de março.

    A realização do evento é possível por meio de recursos obtidos pelos governos Federal e do Estado do Rio de Janeiro, da Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa do Rio de Janeiro, através da Lei Aldir Blanc. A organizadora do evento, a atriz e diretora de teatro, Simone Gonçalves, enfatiza que a Mostra visa o fortalecimento e a resistência da cultura negra. Além de apresentações teatrais, o evento reúne outras linguagens. “Além da busca pela promoção de ações de resgate e valorização do negro, a mostra contribui para o combate ao racismo. A mostra irá valorizar o artista negro da cidade e gerar renda para os mesmos”, destaca Simone.

    Durante os sete dias, a Mostra oferecerá uma programação bastante diversificada com peça de teatro, show de música, danças, oficinas, contação de histórias, leitura dramatizada e exposição de fotos e artes plásticas. A programação vai oferecer atrativos em diferentes horários durante todos os dias de evento. A partir dessa primeira edição, a proposta é incluir a mostra no calendário oficial da cidade. “Queremos fazer deste evento um movimento de valorização da arte negra e que ele esteja na programação turística da cidade”, enfatiza Simone, ressaltando que a cultura negra também faz parte da história de Petrópolis.

    Mostra fortalece atividade desenvolvida pela Rane – Casa de Cultura Negra

    O foco na valorização da cultura e manifestação artística do negro da cidade é o principal objetivo da Rane – Casa de Cultura Negra, fundada em Petrópolis em 2019. Desde então, os envolvidos têm se engajado no fortalecimento e manutenção das tradições, além de desenvolver atividades artísticas e culturais dos negros de Petrópolis. Criado por Soninha Maracanã, o espaço é o primeiro a valorizar a arte local. “Petrópolis mantém a tradição de diferentes povos colonizadores da cidade, mas sem uma atividade voltada para os descendentes dos povos africanos, que também ajudaram a construir e formar a identidade cultural da cidade”, pontua a diretora do espaço.

    A programação será bastante variada e busca atender o público de todas as idades, crianças, adolescentes, adultos e idosos.

    Programação

    21/03
    19h – Apresentação teatral “A Mulher Maracanã”, do grupo Denegrindo

    22/03
    14h – Exposição fotografias de Yuri Mendes
    18h – Performance teatral: Artes e Afetos:Heitor dos Prazeres com Fernando Vianna
    20h – Apresentação musical, Black Music, com DJ Igor Penha e Ernest JR

    23/03
    14h – Contação historia com Lia de Itamaracá com Cleo Fernandes
    18h – Exposição de Artes com Cipriano
    19h – Oficina Dancehall, com Sulamita Costa
    20h – Performance Teatral: “Exercício poético sobre o amor” Yuri Medes e Maicon Vianna

    24/03
    14h – Contação de História, “Vovó não Quer Casca de Côco no Terreiro, com Soninha Maracanã
    18h – Performance teatral Páginas Viradas com Jarbas Paullous
    20h – Apresentação musical com Lú de Oliveira

    25/03
    14h – Contação de história, A pedrinha OBAX com Matheus Almeida
    16h – Oficina dança do ventre para a terceira idade , com Sandra Urselino
    18h – Performance teatral, “Intolerância”, com Soninha Maracanã
    20h – Apresentação “Música de Preto”, com Nicole e João Pedro

    26/03
    14h – Oficina Abayomi e Turbante, com Soninha Maracanã
    18h – Performance teatral: Memória Epidérmica com Yuri Mendes
    20h – Performance Dança Corpos –

    27/03
    14h – Contação de história com Leandra Lima
    18h – Leitura dramatizada “Deus não assiste TV”, com Maicon Vianna
    19h – Oficina de consciência corporal, com Kyldare Rodrigues
    20h – Show “Laços”, de Focos Produções

    Últimas