Após um ano da aquisição, mamógrafo do Centro de Saúde é colocado em funcionamento

30/jun 20:15
Por Redação/ Tribuna de Petrópolis

O mamógrafo do Centro de Saúde finalmente será colocado em uso. O equipamento foi adquirido em março do ano passado, chegou a ser inaugurado pelo ex-prefeito Bernardo Rossi, as vésperas de deixar o cargo, mas sem condições, não pode ser colocado em uso neste ano.

Segundo o governo interino, o equipamento inaugurado pela gestão passada não estava em condições de entrar em operação imediatamente pela falta de um dosímetro radiológico, de filmes especiais para a impressão de exames, além licenças e normativas necessária para a operação de equipamentos radiológicos.

“Desde o início da gestão, quando soubemos que o mamógrafo do Centro de Saúde ainda não estava funcionando começamos a verificar o que seria preciso para que ele começasse a operar. É um equipamento moderno e que tinha demandas bastante especificas que precisaram ser resolvidas. Hoje temos os exames começando a ser efetivamente realizados”, completa o secretário de Saúde Aloisio Barbosa da Silva Filho.

Inicialmente serão realizados 50 exames por semana, número que será ampliado gradativamente até chegar a capacidade total do equipamento – entre 500 e 600 exames por mês.

“Teremos duas profissionais para fazer os exames, que já estão sendo marcados. Inicialmente a marcação está sendo feita entre as pacientes aqui do Centro de Saúde que aguardam pelo procedimento, mas futuramente, com o equipamento funcionando na capacidade total, o mamógrafo atenderá outras pacientes da rede pública”, explica a diretora do Centro de Saúde e enfermeira, Érica Wendling.

A unidade se prepara também para designar um dia por semana para pacientes com necessidades especiais.

“É um cuidado a mais que estamos planejando com o apoio da chefia da unidade, para que possamos oferecer um atendimento diferenciado a pessoas com problemas de locomoção, equilíbrio ou outras necessidades especiais. Temos aqui uma equipe com profissionais qualificadas, com experiência na realização de mamografia e que foram treinadas para operar este equipamento, que tem uma tecnologia nova”, explica a responsável pelo setor Marilice de Araújo Silva Valverde, que ingressou no serviço público como técnica em radiologia, há mais de 20 anos trabalha com mamografia, e tem mestrado em radioproteção e dessimetria.

O equipamento substitui o antigo mamógrafo que havia sido instalado em 1988 e funcionou por 32 anos no local. Atualmente os exames de mamografia pela rede pública podem ser feitos também no Hospital Alcides Carneiro (HAC) e na Clínica Berger, que tem convênio com o município para a realização mensal de 800 mamografias.

Últimas