Agentes atuam em combate a incêndio florestal na região de Secretário, em Pedro do Rio

25/set 12:41
Por Redação / Tribuna de Petrópolis

Equipes do Corpo de Bombeiros com apoio da Defesa Civil (DC), do Instituto Estadual do Ambiente (Inea) e do ICMBio estão desde sexta-feira (24) no combate a um incêndio florestal nas regiões do Retiro das Pedras e Secretário, no distrito de Pedro do Rio. As chamas estão próximas a uma Área de Preservação Permanente. Uma aeronave do Corpo de Bombeiro está sendo usada no combate ao fogo.

Ao todo 58 agentes, militares e civis especializados, atuam no local. As ocorrências atingem regiões montanhosas que apresentam trechos de inclinação, dificultando o acesso das equipes. Não há residências nas proximidades, segundo informou a Defesa Civil.

De acordo com a DC, o foco de incêndio do Retiro das Pedras foi extinto pelas equipes que atuam no momento na Estrada de Secretário, onde o efetivo realiza o combate por terra e aéreo. Ainda não há informações sobre a causa da ocorrência. Em alertas enviados nos últimos dias pela Defesa Civil, foi sinalizada a possibilidade de registro de incêndios na localidade. Mesmo com a previsão de chuva para o primeiro distrito, o alerta enviado nesta sexta-feira destacou os distritos de Itaipava, Posse e Pedro do Rio como regiões de alto ou muito alto risco. Para este sábado (25), a previsão de pancadas de chuvas isoladas no período da tarde, podem ajudar a conter o fogo que afeta o quarto distrito.

A localidade de Secretário foi um dos pontos selecionados pela Operação Fumaça Zero com risco de incêndio. Nos meses de maio e junho foram realizadas ações de educação ambiental na Estrada da Rocinha, Estrada da Cachoeira, estrada do Sítio Pequeno e vias vicinais. Foram emitidas 31 notificações preventivas de Incêndio Florestal nas propriedade rurais da região. As ações de educação ambiental são refletidas em longo prazo nas estatísticas de ocorrências, por isso é importante que a população colabore denunciando o uso do fogo. A área é objeto de fiscalização para a identificação das causas de incêndios e possíveis responsáveis.

A Fundação Centro Estadual de Estatísticas, Pesquisas e Formação de Serviços Públicos do Rio de Janeiro (Ceperj) colabora com o Inea no levantamento da área atingida utilizando imagens de satélite para identificar a cicatriz da queimada e os danos ambientais gerados por incêndios. Com base nesse estudo o Inea pode adotar medidas de controle ambiental cabíveis, como autuação de responsáveis identificados com foco na recomposição do dano Ambiental gerado.

A Defesa Civil alerta para os cuidados necessários para a população das regiões classificadas como de risco. É importante que os moradores não queimem lixo, não soltem balões e não joguem guimba de cigarro aceso próximo à vegetação. Em casos de identificação de focos de incêndio, as autoridades competentes devem ser acionadas pelo 193 (Bombeiros) e 199 (Defesa Civil).

Últimas