Acompanhamento clínico e dicas sobre cuidado para saúde da mama em programação do Outubro Rosa

09/out 10:42
Por Redação / Tribuna de Petrópolis

A luta pela conscientização do câncer de mama será pauta de ações realizadas com pacientes em tratamento na RadioSerra – Centro Regional de Radioterapia, em Petrópolis. Durante todo o mês, uma série de eventos vão trazer ao público que recebe o acompanhamento clínico, informações sobre a importância dos cuidados em relação a saúde das mamas, além de destaques voltados a mulheres que estão passando pelo enfrentamento a doença.

Ao longo das próximas quintas-feiras, uma estrutura montada no pátio da clínica vai contar com a presença de especialistas, voluntários e apoiadores que vão dividir um pouco de seus conhecimentos e trazer conforto para as pacientes. As ações incluem oficinas, rodas de conversa, além de oferecer um café da manhã especial. O principal objetivo é trazer esclarecimentos sobre a atuação da radioterapia, o diagnóstico precoce, autoexame e tantos outros que compõe o universo do câncer de mama.

“Neste outubro rosa decidimos promover uma programação para abraçar pacientes que estejam enfrentando a doença. Vamos oferecer um café da manhã com alimentos saudáveis, conversas com psicólogos, nutricionistas, enfermeiros e médicos, além das oficinas de resgate da autoestima que acaba impactada durante o tratamento, com as amarrações de lenços e também de maquiagem, através de uma parceria com o boticário”, explica o médico Radio-oncologista Daniel Przybysz.

O câncer de mama é atualmente o subtipo mais comum em mulheres, ficando atrás apenas dos que acometem a pele. No entanto, apesar de sua prevalência no sexo feminino, a doença também pode acometer os homens. Em casos onde há a indicação clínica para os tratamentos com radiação, o Centro Regional de Radioterapia, atende pacientes de municípios da Região Serrana e Sul Fluminense, como Três Rios, Nova Friburgo, dentre outros. Segundo o especialista, cerca de 25% do público atendido no local está passando por um câncer de mama.

“Através deste tratamento, as células cancerígenas são mortas e evitam a possibilidade de que o câncer avance, além de evitar que haja uma recidiva, que é a volta de um câncer. Ao longo dos últimos anos, temos investido muito em tecnologia, no objetivo de oferecer um tratamento que possa colaborar ainda mais com a qualidade de vida daquele paciente e proporcionar resultados efetivos”, diz Przybysz.

Últimas