Abril já tem média de 3 mortes por dia de covid-19 em Petrópolis

08/abr 02:00

Os números são cada vez mais assustadores e abril, em apenas sete dias, já acumula 29 mortes pela covid-19. E o petropolitano assiste às autoridades que guiam a cidade sem uma ação que freie a contaminação; dificuldades para internações e atendimentos, uma população obrigada a embarcar em transporte coletivo cheio se arriscando todos os dias e outra parcela que não está nem aí e passeia sem máscara, aglomera nas ruas e em casa.

Tem perna curta

Os ministérios públicos estadual e federal também acompanham o painel covid da Prefeitura. Também, assim como alguns de nós, da imprensa, deram um print no primeiro painel na terça-feira que, às 18h57, que mostrava 740 mortos. Na sequência, printamos um “novo” painel às 19h15, que mostrava 713 mortos, o número do dia anterior. E, depois que a imprensa questionou, a prefeitura, às 20h31, confirmou as 27 mortes e o painel voltou ao ar com o total de 740. 

Não custa reforçar

Foi uma escolha dos gestores da saúde entre segurar o impacto de divulgar um número trágico de mortes em meio ao lockdown meia boca ou serem questionados por uma possível tentativa de minimizar dados. É preciso os responsáveis entenderem, de uma vez por todas, qualquer que seja o governo, que sempre, sempre mesmo, terá alguém de olho.  Se for da imprensa vai questionar na hora e se for um procurador vai abrir um procedimento. Ninguém vai sair bem na foto.

E o painel oficial da covid-19 da Prefeitura que mudou três vezes na terça-feira mostrando 740 mortos, depois baixando para 713 e, após a imprensa pedir informações, voltando aos 740.

Eu, hein!

Peraí, mas a nomeação de Adenilson Honorato como diretor-secretário do Instituto Municipal de Cultura esbarra em resistências de integrantes do governo Bernardo Rossi?  Mas, como é isso minha gente? O governo Rossi já não acabou, Renan Campos já não é mais  chefe de Gabinete…

Contagem

Petrópolis está há 98 dias sem prefeito eleito pelo povo.

Fica a dúvida

Um Partisans entrou no site de cadastramento de vacina na terça-feira às 17h32. Aí apareceu que só no dia seguinte, às 9h, o cadastro estaria aberto. Pontualmente, às 9h,  no dia seguinte, este  Partisans entrou de novo. E aí a surpresa: já não tinha mais vagas para aquela data. Ou todo mundo entrou em ponto às 9h ou conseguiram se cadastrar antes…

Merenda doada

Não podemos deixar de registrar que a doação de merenda escolar – já que as unidades estão fechadas há um ano – para entidades assistenciais já poderia ter sido feita há tempos evitando, por exemplo, que a polícia federal abrisse um inquérito para apurar denúncias de carnes estragando nos estoques. Mas, antes tarde do que nunca.

Onde estão?

Há membros do governo interino Hingo Hammes tentando convencer (talvez a si mesmos) que as decisões sobre a covid estão sendo tomadas com base em números. Que números? Isolamento, letalidade, incidência, ocupação hospitalar? É só citar os números e mostrar o que as fontes científicas orientam.

Dando um tempo

Depois de tantos terem pedido sua cabeça e de muitas atribulações com merenda estragada, inquérito na Policia Federal e coisa e tal Márcia Palma foi colocada pela gestão Hingo Hammes fora de cena, para ver se dá uma esfriada. A secretária de Educação tá discretíssima, nem respira.

Bem menor

Na nova rodada do auxílio emergencial, R$ 12,75 bilhões devem ser injetados nos caixas do comércio varejista, o equivalente a 31,2% do que for sacado pela população. Em 2020, o valor destinado ao consumo no varejo foi de R$ 103,8 bilhões, 35,4% dos recursos do benefício. É menos da metade desta vez…

Ninguém sabe

Taí uma questão que a prefeitura não consegue explicar nem mesmo para os ministérios públicos. Se temos 25 mil casos, dos quais 11 mil estão recuperados, o que ocorreu com o restante?  Essas 14 mil pessoas se curaram, receberam algum tratamento, foram monitoradas como?

Prorrogação

Algumas prefeituras do país entenderam que o povo está sem grana nesta pandemia e deram uma flexibilizada nos impostos. Alguns prazos de IPTU foram prorrogados até dezembro, por exemplo.

O rapper petropolitano DurangoKid (foto Pesperktiva) começa a antecipar seu segundo disco solo. Conhecido por integrar o grupo Gotam Cru e os Curingas, ele apresenta em “Liricanalha” os primeiros conceitos de “DKMERON – Delírios Distópicos”, álbum onde faz uma ponte entre o Brasil de 2021 e a Europa de Giovanni Boccaccio e seu livro “Decamerão”, de 1353. O trabalho pode ser conferido nas principais plataformas.

Contatos com a coluna: lespartisans@tribunadepetropolis.com.br

Últimas