• 23/jun 08:00
    Por Prema Vydia

    Cabelos brancos

    Olhos mirando o INFINITO

    Deixando ir o mito

    Traços marcados no rosto

    Lembranças de ouro

    Sabores amores desgosto

    Mãos enrugadas de trabalhar

    Amar

    Servir

    Rezar

    Acenar

    Caem as memórias como folhas de OUTONO

    Suaves pálidas cálidas

    Gentil abandono

    Lábios murmuram nomes sobrenomes canções antigas

    Imagens de amigas

    Fotos desbotadas

    De viagens inusitadas

    Trilhas sabores

    Paixões e amores

    Confesso que VIVI

    EU E NERUDA …

    AQUI me revelo

    DESNUDA.

    Últimas