A terceira opção

  • 30/01/2016 12:00

    Apesar do profundo desinteresse de grande parte da população, é hora de começarmos a pensar quem vai ser o nosso próximo prefeito. Não adianta xingarmos todo mundo, dizermos que não votamos mais em ninguém, porque precisamos de um bom administrador cuidando de toda nossa cidade, e o voto é o caminho.

    Peço licença para informar que não tenho mais filiação partidária e estou escrevendo esse comentário com o orgulho de ser cidadão nascido em Petrópolis. Cidade que já teve excelentes administradores, que produziram inúmeros avanços em apenas quatro anos de governo.

    Os nomes mais citados para a chefia do executivo são dois testados políticos: um, duas vezes eleito vereador e três vezes eleito prefeito e o outro, duas vezes eleito vereador e duas vezes eleito deputado estadual.

    Percebo que parte significativa da população gostaria de ver despontar um terceiro nome, para ter uma opção. Vimos em recente matéria da Tribuna, vários nomes de pré-candidatos, e certamente, outros nomes virão.  Se um destacasse, poderia ser a tão badalada “terceira via”. Lembrando sempre que ao escolhemos o nome do principal mandatário, estamos dando-lhe o direito de nomear inúmeros colaboradores, que precisam ser competentes para suas funções e não só amigos do rei.

    Nada contra os dois principais pré-candidatos, mas faria muito bem para a saúde da democracia que uma ou mais novidades qualificadas despontassem e, quem sabe, até chegassem ao segundo turno.

    Os mais vividos lembram da propaganda eleitoral para governador em 1982 que dizia“: nem Miro, nem Sandra, para seu governo, Moreira Franco”. Os três citados perderam para Leonel Brizola. 

    – Quem sabe o mesmo pode vir a acontecer em nossa cidade ?!

    Últimas