Petrópolis tem primeiro caso de febre amarela confirmado

Por: Janaína do Carmo

Quinta Feira, 18 de Janeiro de 2018


Texto: A - A A +
Compartilhar:
imagem noticias
A febre amarela tem esse nome por provocar uma coloração amarelada na pele e nos olhos, chamada de icterícia (Foto: Getty Images)

* Matéria atualizada às 19h30.

A Secretaria de Estado de Saúde confirmou nesta quinta-feira (18) o primeiro caso de febre amarela em Petrópolis. A informação foi divulgada horas depois de o município anunciar a chegada de mais 50 mil doses da vacina contra a doença. De acordo com informações da Secretaria Municipal de Saúde, o  paciente foi atendido em Petrópolis, mas é morador do Rio de Janeiro e está internado em um hospital da capital. Já são 13 os casos confirmados da doença em todo o Estado, com cinco mortos - três casos em Teresópolis, com um óbito; sete em Valença, com três óbitos; um em Miguel Pereira, com uma morte; um em Nova Friburgo; e um em Petrópolis.

Ontem, dias depois da confirmação das primeiras mortes no Estado e da localização de dois micos mortos em Itaipava (ainda sem causa identificada), a procura por vacina nos postos de saúde foi grande. Segundo informações da Prefeitura, o maior movimento foi registrado na Coordenadoria de Epidemiologia (ao lado do Hospital Municipal Nelson de Sá Earp) e no Centro de Saúde. Centenas de pessoas que ainda não tinham tomado a vacina contra a doença agora enfrentam fila para se proteger. 

No Centro de Saúde da Rua Santos Dumont, a fila começou cedo e as pessoas tiveram que esperar cerca de uma hora para tomar a vacina. De acordo com a Secretaria de Saúde, 194 mil pessoas já se imunizaram. A vacina - que, ao contrário do que aconteceu em outras cidades do Estado, não foi fracionada - está disponível em 15 unidades.

A dona de casa Angela Maria Jorge de 44 anos, chegou cedo para tomar a vacina. Acompanhada da filha Tamara, de 19 anos, elas esperaram cerca de uma hora na fila para se imunizar. “Quando cheguei a fila já estava grande. No ano passado, acabamos priorizando outras coisas e esquecemos de tomar a vacina. Este ano resolvemos vir logo. É precaução, né!”, disse Angela, que mora no Alto da Serra.

As irmãs Maria de Lourdes Ribeiro da Silva, de 32 anos, e Maria de Fátima Ribeiro Camelo, de 36 anos, também enfrentaram fila para tomar as doses. Elas moram no Caxambu, área rural da cidade, onde há recomendação para a imunização. “Estamos com um pouco de medo, porque onde moramos é local de mata e pode ser perigoso”, ressaltou Maria de Lourdes. 

Devem tomar a vacinar crianças a partir de nove meses a adultos com até 59 anos. A imunização é contraindicada para gestantes, imunodeprimidos (pessoas com o sistema imunológico debilitado) e pessoas alérgicas a gema de ovo. Os idosos devem ser vacinados apenas com a liberação de um médico. 

Segundo informações da Secretaria de Estado de Saúde, no ano passado foram registrados em todo o Estado 27 casos da doença em humanos, sendo nove mortes. Até agora, este ano, há apenas um caso confirmado de febre amarela em macaco, na cidade de Niterói. Os dois micos encontrados mortos no sábado em um sítio na Região de Itaipava foram recolhidos na terça-feira pela Coordenadoria de Vigilância Ambiental e levados para análise no Instituto de Medicina Veterinária Jorge Vaistman, da Prefeitura do Rio de Janeiro, que, após análise inicial, encaminha a amostra para a Fiocruz. O processo de análise leva, em média, 45 dias. No ano passado, a Vigilância Ambiental recolheu na cidade 51 macacos, mas apenas um foi confirmado com a febre amarela. O animal foi encontrado morto na região do Bataillard, em maio do ano passado ..


Lista dos postos de Saúde e demais locais de vacinação:

*Atendimento de 9h às 17h – Com intervalo de 1 hora de almoço 

Instituto da Mulher (antigo Centro de Saúde) - Rua Santos Dumont, S/Nº

PSF Alto da Serra - Rua Teresa, 2.024 (Praça Miguel Couto)

PSF São Sebastião - Rua São Sebastião nº 625

UBS Alto Independência - Rua Ângelo João Brand s/n

UBS Quitandinha - Rua General Rondon nº 400

UBS Retiro - Av. Barão do Rio Branco s/n 

Ambulatório Escola - Rua Bernardo Proença nº 32

UBS Itamarati - Rua HívioNaliato nº 169 

Hospital Alcides Carneiro - Rua Vigário Corrêa, 1.345

UBS Morin - Rua Pedro Ivo, n.º 81 – Morin

UBS Itaipava - Estrada Philúvio Cerqueira Rodrigues s/n

UBS Pedro do Rio - Estrada União e Indústria s/n

PSF Posse - Estrada União de Indústria nº 33.530

Coordenação Epidemiologia - Hospital Municipal Nelson de Sá Earp - Rua Paulino Afonso, 455.

UBS Mosela - Rua Mosela nº 744

Leia também 23 casos de acidentes com animais peçonhentos já foram registrados neste ano

Com a elevação da temperatura e o aumento das chuvas nos meses de verão cresce o número de atendimentos às v&iacute...

Leia também Aromaterapia: conheça os benefícios que folhas e flores podem garantir ao corpo

Os aromas naturais ou fragrâncias de perfumes têm uma forte influência sobre as pessoas. Os perfumes variados oferecem sensaç...

Leia também Aumento no número de casos de conjuntivite leva Saúde a fazer alerta

Após o período de Carnaval, a Secretaria de Saúde registrou aumento nos atendimentos de pacientes com conjuntivite nas UPAs. Apen...

Leia também Febre Amarela: novo dia D vacinação acontece em março

Com o objetivo de ampliar ainda mais a cobertura vacinal contra febre amarela no estado, a Secretaria de Estado de Saúde vai realizar no s&aacu...

Leia também Estado do Rio já tem 77 casos de febre amarela confirmados, com 34 mortes

De janeiro até agora, 34 pessoas já morreram por causa da febre amarela. Os dados foram divulgados na última segunda-feira pela S...

Leia também Secretaria de Saúde inicia vacinação de idosos e gestantes contra Febre Amarela

A Secretaria de Saúde inicia nesta segunda-feira (19) novo protocolo de imunização contra Febre Amarela. Por determinaç&at...