Petrópolis será a primeira cidade do país a contar com parquímetros com cartão de crédito

Segunda Feira, 11 de Dezembro de 2017


Texto: A - A A +
Compartilhar:
imagem noticias
Foto: Divulgação

Petrópolis será precursora ao aceitar cartão de crédito como modalidade de pagamento nos parquímetros em estacionamento rotativo. A novidade começa a valer nas próximas semanas, após a instalação dos novos equipamentos, que já foram adquiridos pela empresa responsável pelo serviço no município, a SinalPark, e já estão na cidade. As máquinas irão aceitar cartões das bandeiras Visa e Master e serão instaladas gradativamente de acordo com as demandas dos usuários até que os 61 parquímetros recebam a modalidade de pagamento. O estacionamento rotativo tem o objetivo de democratizar as vagas de parada de veículos na cidade.

A aplicação do pagamento por meio de cartões de crédito foi possível após meses de negociações com as bandeiras Visa e Master que, até então, não homologavam equipamentos em ambientes externos. A SinalPark, juntamente com a Digicon (empresa que produz os parquímetros) e a CPTrans conseguiram, no último mês, a autorização para realizar esse tipo de transação, garantindo a utilização de forma segura e eficiente ao usuário. As máquinas continuarão aceitando o pagamento com moedas e cartões recarregáveis.

“Tão logo assumimos a CPTrans conversamos com a SinalPark para saber como poderíamos ampliar a forma de pagamento. Após muita negociação conseguimos com as bandeiras autorização para que o pagamento fosse oferecido com o cartão de crédito. Acreditamos que essa forma será mais uma para poder beneficiar o usuário do rotativo, que não ficará preso à utilização de moedas. Ainda assim, vamos continuar buscando outras alternativas para facilitar a utilização do serviço”, explica o diretor-presidente da CPTrans, Maurinho Branco.

Os novos parquímetros foram equipados com softwares e elementos de segurança de última geração, que vão garantir total segurança nas transações. Agora, a tentativa junto às operadoras de cartão é para que também seja viabilizada a utilização de cartões de débito, uma operação que passa por outros critérios de segurança, uma vez que o acesso é diretamente à conta do usuário.

“As negociações e tratativas com as operadoras começaram faz tempo. Tivemos diversas reuniões, com as empresas e também com a CPTrans, para informar como andava todo o processo de negociação. Isso é uma vitória para Petrópolis. Por se tratar de uma novidade, o município está abrindo caminho para que outras cidades do país também adotem o parquímetro com o pagamento com o cartão de crédito”, explica o diretor da SinalPark, Luiz Baltar.

A cobrança do rotativo é determinada pela Lei Federal 9.503, que atribui ao município “implantar, manter e operar sistema de estacionamento rotativo pago nas vias”. Em Petrópolis, o serviço é realizado pela SinalPark, empresa que assumiu a operação em março de 2016, após vencer a licitação para gerenciar as vagas na cidade. A atual gestão conseguiu, já no início do ano, que a empresa disponibilizasse vagas em áreas brancas, com valores mais em conta e tempo de permanência maior: atualmente, das 1.964 vagas existente, 43,64% são com valores mais em conta.

Outros canais para compra dos bilhetes

A Sinalpark disponibiliza diversos canais de pagamento para que os usuários possam optar por aquele que seja mais conveniente. Os controladores, por exemplo, trabalham com um equipamento portátil para fazer a emissão dos bilhetes, devidamente uniformizados e prontos para esclarecer dúvidas e orientar os usuários, caso o motorista encontre dificuldades.

Atualmente, os parquímetros aceitam moedas ou cartão eletrônico recarregável, que pode ser adquirido na sede da empresa SinalPark (Rodoviária do Centro).

Melhor opção, porém, é o DigiPare, aplicativo utilizado pela SinalPark para a emissão do bilhete de estacionamento diretamente no smartphone do usuário. O programa é gratuito para celulares com sistema Android, iOS e Windows Phone, sendo baixado nas lojas respectivas. O usuário deverá efetuar um cadastro e fazer a compra de créditos, que pode ser de valores de R$ 5, R$ 10, R$ 20, R$ 50 ou R$ 100. Com o cadastro no Digipare, o usuário pode também comprar seu bilhete pela internet no site www.digipare.com.br, por SMS (27317) ou por ligação gratuita para o telefone (0800 941 3444).

Na hora de utilizar o serviço é só fazer o login no aplicativo, selecionar se o bilhete é para Área Azul ou Área Branca, definir o tempo desejado, confirmar a compra e imediatamente o bilhete estará registrado no sistema. O aplicativo também oferece a opção “Alarme”, em que o usuário configura um tempo para ser alertado sobre o vencimento do tíquete.

Também são disponibilizados pontos de venda no comércio local.

Usuários do comércio e doadores de sangue têm direito a uma hora de gratuidade nas vagas de rotativo

Os usuários do comércio e doares de sangue têm direito a uma hora de gratuidade. A solicitação do benefício pode ser feita em dois casos: o primeiro, válido para todo o município, é dado quando comprovado o gasto de, no mínimo, R$ 12 em compras no comércio. O motorista terá o valor cobrado ao estacionar o veículo e, após requerer a gratuidade mostrando a nota fiscal de compra, terá o valor ressarcido pelo controlador, no ato da solicitação.

As exceções acontecem na área do polo de modas da Rua Teresa. Na via principal e nas adjacentes, ruas Aureliano Coutinho e Visconde do Bom Retiro, o valor mínimo de consumo deve ser de R$ 60 de compra, válido por uma hora e, no máximo cinco horas estacionado, comprovando o consumo de R$ 300. Para conseguir o benefício, é necessário seguir algumas regras: é preciso que haja, ao menos, três pessoas em veículo de passeio e devem ter 16 anos ou mais. No caso das vans, devem ter, no mínimo, sete pessoas, mas as regras de aquisição são as mesmas.

Aos doadores de sangue também está assegurado o direito à primeira hora de gratuidade em estacionamentos rotativos públicos. Para isso, deverá ser feito a comprovação através da apresentação de documento de identificação de doador, com foto, validade e atestado ou declaração confirmando a doação efetuada no ano em curso ou, ao menos, no ano anterior. Ambos são emitidos por Banco de Sangue. O motorista deve comparecer à CPTrans onde receberá um cartão, que dará direito ao benefício.

Leia também Setranspetro cancela desconto de R$ 0,10 para pagamentos feitos no cartão

O  Sindicato das Empresas de Transportes Rodoviários de Petrópolis informou nessa terça-feira (3) que o desconto de R$ 0,10...