Pense antes de gastar e Renegocie

Por: Luiz Fernando Bastos - Professor FGV na área de Processos e Finanças, Estratégia de Empresas e Negociação

1 semana atrás


Texto: A - A A +
Compartilhar:
imagem noticias
| Tribuna de Petrópolis

Chegamos ao período em que normalmente a maior parte dos brasileiros tem um recurso extra no bolso. As festas de final de ano para empregados é o momento do 13º salário e compras, e para empresários é a oportunidade de elevar o faturamento.

A questão é que vivemos recentemente um período de pesada recessão, com consequente desemprego e baixas vendas. Não se pode querer recuperar esse momento negativo de imediato, e ainda existem as tentações naturais para despesas com lembranças, viagens, troca de carro, entre outros. 

Lembro um velho ditado bem conhecido pela maioria: cautela e caldo de galinha não faz mal a ninguém.

Sendo um trabalhador com direito a 13º salário, sugiro que não se prive de todas as comprinhas que gosta de fazer. Afinal, trabalhamos para sustentar as nossas despesas, mas é preciso haver alguma recompensa pelo esforço de um ano de atividade. Contudo, guarde parte deste dinheiro extra para uma reserva emergencial. Em janeiro/2018 vários conhecidos nossos, como IPVA, IPTU, Material Escolar, entre outros, estarão nos visitando. Estar preparado será um grande alívio. Muitos colegas especialistas em finanças estarão sugerindo que pague as suas dívidas atrasadas, e não discordo. Acrescento somente que renegocie. Renegocie exaustivamente. Busque o melhor acordo, de forma que possa pagar integralmente o que for combinado. Reduza ao máximo possível o valor das parcelas. Muito cuidado com os juros propostos. Caso desconheça estas questões, não assine um acordo sem conversar com alguém que possa lhe dar uma orientação. O ideal é que esta conciliação e pagamento se faça o mais rapidamente possível. É sempre positivo um acordo e fantástico estar com o nome em dia no mercado. 

Para os empresários a dica não é tão diferente. Façam uma reserva de capital para investimentos e despesas futuras. Negocie com os bancos, com os fornecedores e com os credores em geral melhores condições de pagamento, taxas, prazos, etc. Neste momento de inflação baixa, lembro que qualquer valor depois da vírgula faz uma diferença muito grande no fluxo de caixa. Uma dica: tragam a negociação para o seu campo de jogo. O local onde se discute e fecha acordos influencia diretamente no resultado. Caso tenham dificuldades de entender os números e fechar um acordo que lhe seja favorável, recorra à ajuda de um especialista. 

Os números na economia mostram que teremos um período de boas vendas e bons negócios, se comparados com os últimos dois anos. Vamos aproveitar o período para realizar ótimas transações, lucros e principalmente, confraternizar com as pessoas que fazem a diferença no nosso dia a dia.

Um forte abraço e ótimas negociações!

Prof. Luiz Fernando Bastos


Veja mais no blog Gestão de Negócios

Esta apresentação reflete a opinião pessoal do autor sobre o tema, podendo não refletir a posição oficial do Jornal Tribuna de Petrópolis.