Pausa para o Café

Por: Luiz Fernando Bastos - Professor FGV na área de Processos e Finanças, Estratégia de Empresas e Negociação

Sexta Feira, 23 de Março de 2018


Texto: A - A A +
Compartilhar:
imagem noticias

O mundo está mudando. Você também está?

Para aqueles que fizeram curso de datilografia, uma das máximas eram quantos “toques” se fazia por minuto. Os primeiros computadores da história ocupavam mais que um andar em grandes edifícios. Os celulares, na década de 90, eram somente telefones. No início dos anos 2000, os equipamentos de som dos carros apenas tocavam música.

Neste breve retorno no tempo, conseguiu perceber a velocidade com que estamos evoluindo? 

Isso não vem acontecendo somente com os nossos veículos e smartphones. A nossa relação com o trabalho também está em acelerada transformação. A máxima de fazer mais com menos não é uma moda, mas o reconhecimento que os recursos estão cada vez mais escassos, que o concorrente é impiedoso e voraz e que o mercado demanda produtos de altíssima qualidade a um preço sempre mais acessível. Sobreviverá quem conseguir se adaptar a este novo cenário. Aqueles que se agarram aos modelos do passado, como os datilógrafos, serão os dinossauros nos dias atuais, ou seja, extintos e aparecerão somente em alguns poucos livros da história. 

Precisamos imediatamente participar de eventos, palestras, seminários, cursos, leitura de artigos na internet, entre outros tantos caminhos disponíveis no nosso dia a dia, para não sermos rapidamente devorados por este novo mundo. Não é mais uma questão de escolha, é uma decisão por nossa continuidade, do nosso negócio, dos clientes e colaboradores. Muitas empresas já não estão no mercado porque não se atualizaram em seus segmentos. 

Estamos vivendo uma nova onda de mudanças no mercado. Começamos a ouvir termos como a “Internet das Coisas” e a “Indústria 4.0”. Não há como vivermos longe dessa nova realidade. Os nossos smartphones se comunicam diretamente com o sistema de mídia instalados nos veículos modernos. As câmeras de segurança de nosso condomínio ou da creche estão o tempo todo liberando imagens para os mais diversos dispositivos nos escritórios e residências. O sistema de produção da indústria estará conectado aos estoques das empresas, que estará on line com as vendas nas prateleiras do varejo. A produção será justa e os estoques enxutos. O desperdício será mínimo e as reposições serão automáticas. A gestão nos processos produtivos estará mais voltada a agregar novas tecnologias, conquistar novos mercados e realizar produtos com qualidades sempre superiores. 

Estamos novamente saindo da máquina de escrever para o computador. Isto está acontecendo, e não tem como desembarcar desta mudança.  Ela está nos atingindo independente de nossa formação, idade ou região. Não adianta criticá-la, porque vamos precisar viver nesse cenário. Os melhores já largaram e estão na frente. Há um mundo novo em ebulição, vindo rapidamente em nosso horizonte. Precisamos buscar a participação nele, e rápido. 

Para os bons profissionais, toda mudança é sinônimo de oportunidades. 

Luiz Fernando Bastos

Professor da FGV e Diretor na Ágil Consultoria e Treinamento.

Veja mais do blog Gestão de Negócios

Esta apresentação reflete a opinião do autor sobre o tema, podendo não refletir a posição oficial do Jornal Tribuna de Petrópolis.


TÓPICOS: blog | gestao | negocio