Dados mostram criação de 365 novos empregos em Petrópolis

Segunda Feira, 16 de Abril de 2018


Texto: A - A A +
Compartilhar:
imagem noticias
Divulgação

Dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho mostram que Petrópolis começa, aos poucos, a se recuperar da grave crise financeira que manteve as taxas de emprego em queda nos últimos anos: números registrados em janeiro e fevereiro apontam a abertura de 365 novos postos de trabalho com carteira assinada. É o melhor resultado para os dois primeiros meses do ano desde 2008. Entre os que conseguiram colocação no mercado, 85% estão voltando a trabalhar após ficarem algum período desempregados. 

Os dados mostram que no período foram 3.571 contratações e 3.206 demissões, o que gerou o saldo positivo. O setor de serviços foi o que mais impulsionou o resultado, com 1.772 contratações e 1.361 demissões, ou seja, um saldo de 411 novas vagas abertas. É o melhor resultado no período em toda série histórica do Caged – iniciada em 2007. Parte desse resultado, segundo informações do governo municipal, se explica pela abertura de novos negócios em Petrópolis. Desde o início de 2017 foram criadas 1.045 novas empresas, incluindo as individuais. Para isso, a Prefeitura trabalha para desburocratizar ainda mais o sistema - a cidade ficou, neste quesito, em 2° lugar entre 11 avaliadas pelo Sebrae.

“A Prefeitura implantou o alvará on-line, uma forma de as novas empresas conseguirem a autorização para funcionamento de forma ainda mais rápida. Quase 250 empresas conseguiram alvará dessa forma, fazendo com que Petrópolis subisse no ranking de “Cidades Empreendedoras” do Sebrae e recebesse o reconhecimento do Governo do Estado como Prefeitura incentivadora das empresas. Hoje, o município consegue que 90% dos novos negócios obtenham alvará em até 72 horas, o que gera impacto direto para que a cidade consiga retomar a geração de empregos”, destaca o prefeito Bernardo Rossi.

O alvará on-line faz parte do Regin (Registro Integrado), mantido pela Junta Comercial do Estado do Rio de Janeiro (Jucerja). Por essa ferramenta, é possível obter em um único espaço documentos emitidos por diferentes órgãos – o CNPJ, a Inscrição Estadual, o Alvará de Localização junto à Prefeitura Municipal, licenciamento no Corpo de Bombeiros, da Licença Sanitária na Vigilância Sanitária e também da licença de Meio Ambiente.

Outro caminho é o Espaço do Empreendedor, que reúne e oferece vários serviços de secretarias diferentes em um mesmo local, o que também facilita a vida de quem busca empreender em Petrópolis. Apenas nos três primeiros meses do ano foram feitos 1.914 atendimentos. Nele, o empresário consegue serviços das secretarias de Desenvolvimento Econômico, Meio Ambiente e Obras, desde orientações para micro e pequenos empresários (MEI), emissão da Nota Imperial, formalização, alteração e baixa de empresas cadastradas como Micro Empreendedores Individuais. Também pode ser feito no EE o estudo de viabilidade para empresas, autenticação de Livros mercantis e a solicitação de incentivos fiscais.

Paralelo a isso, a cidade busca mais incentivos para novos negócios. Desde janeiro, por exemplo, articula junto ao BNDES a liberação de linhas de créditos, que já foram apresentadas para mais de 80 micro e pequenos empresários de vários setores da economia, bem como linhas de crédito para capital de giro e incremento de material para desenvolvimento de produção.


Natal Imperial impulsionou contratações

Outra área que também teve saldo positivo foi a indústria da transformação, que teve saldo de 61 novas vagas, interrompendo a sequência de 10 anos com cortes do número de postos de trabalho. 

Até mesmo o setor de comércio, que sempre apresentou retração de empregos nesta época, com o desligamento de funcionários contratados para o período do Natal, teve a menor quantidade de demissões (saldo) na série histórica: apenas 10. Isso significa a manutenção de grande parte dos empregos gerados entre outubro e dezembro do ano passado no setor, impulsionado pela vasta programação cultural do Natal Imperial. No fim de 2017, o comércio abriu 312 vagas. 

A abertura de vagas aconteceu no momento em que Petrópolis recebia 330 mil pessoas para acompanhar os atrativos natalinos montados em diferentes partes da cidade, o que injetou R$ 220 milhões na economia do município, com restaurantes, hotéis e comércio lotados durante todo o mês de dezembro – os empresários chegaram a registrar um aumento nas vendas de até 20% na comparação com o mesmo período do ano passado. Depois disso, as vagas de quem conseguiu uma colocação foram mantidas.

Petrópolis tem cerca de 63 mil pessoas trabalhando com carteira assinada. Em janeiro e fevereiro, foram contratadas 3.571 pessoas, enquanto 3.206 foram desligadas de onde trabalhavam. O saldo de empregos em dois meses em 2018 – 365 vagas – representa quase 10% dos postos que foram fechados em cinco anos. Entre 2013 e 2017, a cidade viu 3.357 empregos com carteira assinada sendo extintos.

Daqueles que foram contratados só nos dois primeiros meses deste ano, 3.064 são pessoas que estavam desempregadas e voltaram para o mercado em 2018. A meta do Departamento de Desenvolvimento Econômico é aumentar em 20% número de encaminhamentos para recolocação junto ao mercado de trabalho. 

Outras 300 pessoas conseguiram o primeiro emprego formal nos dois primeiros meses deste ano. Uma dessas é a universitária Brenda Clemente, de 22 anos. Ela estuda publicidade e até conseguia estágios na área, mas desde o meio do ano passado, ela passou a procurar um emprego fixo que ajudasse a pagar a faculdade. Por isso, ela passou a procurar uma posição também fora da área dela e conseguiu uma vaga de recepcionista em um banco de sangue. Para ela, o mercado está começando a se abrir novamente. 

“Eu consegui após uma temporada levando currículo para todas as recepções de hospitais e clínicas e botando currículo em sites de emprego. Demorou um pouco para me chamarem, mas aconteceu. Acho que o mercado está se abrindo sim, porque no momento que entrei aqui, vários amigos meus também conseguiram emprego”, conta ela. 

Leia também Mais de 1.500 famílias já foram cortadas do Cartão Imperial

Só este ano, 1.519 famílias foram desligadas do Programa Cartão Imperial. O benefício de R$70,00 mensais, oferecido pelo g...

Leia também Dia do Índio: escola de Petrópolis recebe integrantes da Aldeia Fulniô

Em comemoração ao Dia do Índio, o Colégio ISAS recebeu a visita dos Índios da Tribo Fulniô, de Pernambuco. El...

Leia também Senai abre vagas para cursos profissionalizantes gratuitos

O Senai, em parceria com os sindicatos das indústrias de Petrópolis, está com inscrições abertas para 176 vagas gra...

Leia também Embaixador da Nasa participa da Semana do Empreendedor de Petrópolis

Começa nesta sexta-feira (20) a segunda edição da Semana do Jovem Empreendedor, evento realizado pela prefeitura por meio da Coor...

Leia também Operação choque de ordem termina com 29 motoristas notificados

Guarda Civil e CPTrans realizaram na noite dessa sexta-feira (20)  uma operação de  choque de ordem no Centro Histórico...

Leia também Grupo é preso por tráfico de drogas no bairro da Glória

A Polícia Militar prendeu na madrugada dessa quarta-feira (18) duas mulheres de 18 anos e 23 anos, dois homens de 18 anos, e apreendeu quatro m...