Botafogo promove 12ª edição da campanha 'Botasangue'

Quinta Feira, 12 de Abril de 2018


Texto: A - A A +
Compartilhar:
imagem noticias
Foto: Reprodução Internet

Em sua 12ª edição no Banco de Sangue Santa Teresa, de Petrópolis, a campanha Botasangue deve movimentar a unidade com torcedores do Botafogo, time que se sagrou campeão carioca no último final de semana. A ação, que teve início nesta quinta (12) e segue até o dia 30 de abril, homenageará os primeiros doadores que se identificarem como voluntários da campanha com copos exclusivos e colecionáveis do Botafogo, que contêm o slogan “Torcedor, seja você uma estrela solidária – Quem doa, brilha”.

De acordo com o captador Rodrigo Moreira, o momento de festa para os torcedores, que acabaram de comemorar mais um título, deve repercutir também no Banco de Sangue. “Nosso objetivo é transformar a alegria dos botafoguenses em vidas salvas e, em bolsas de sangue, que farão, com certeza, a diferença na vida de centenas de pessoas”, explica. O público apaixonado pelo time carioca, que apoiou e fez a diferença para a equipe nos jogos do campeonato estadual, deve ser personagem principal para salvar dezenas de vidas.

Isso porque, sem nenhum substituto artificial, o precioso líquido que circula pelas veias de todo ser humano só pode ser substituído, em caso de doenças, tratamentos ou cirurgias, pelo próprio sangue humano. É por isso que a doação é tão importante. Infelizmente, nem todas as pessoas despertam para essa ação, o que faz com que, muitas vezes, falte sangue nos estoques. De acordo com a ONU (Organização das Nações Unidas), somente 1,8% da população brasileira entre 16 e 69 anos doa sangue, quando o ideal seria uma taxa variável entre 3% e 5%.

A grande expectativa do Banco de Sangue Santa Teresa é de que o número de doações aumente e que mais pessoas se tornem doadoras frequentes, ou seja, que doam a cada três meses, no caso de homens, ou a cada quatro meses, no caso das mulheres, independentemente de ter algum amigo ou parente precisando de transfusão.

O Banco de Sangue Santa Teresa é responsável por realizar, em média, 650 transfusões por mês e precisa de 80 doações por dia para atender a esta demanda com segurança. O sangue coletado ajuda a salvar vidas de pacientes tanto do SUS quanto da rede particular. São pessoas atendidas em prontos-socorros e nos hospitais Santa Teresa e Unimed, além de pacientes encaminhados pelas UPAs (Unidades de Pronto Atendimento), que dependem dessas doações todos os dias.

Leia também Cascatinha faz planos para voltar a ter todas as categorias de futebol

Depois de vários anos sem trabalhar todas as categorias de futebol, o Cascatinha está retornando às suas raízes. Campe&ati...

Leia também Petropolitanos vascaínos garantem medalhas no Estadual de atletismo

O Campeonato Estadual de atletismo, realizado no último fim de semana nas dependências do Complexo Militar de Deodoro, zona oeste do Rio,...

Leia também Petrópolis retorna ao roteiro do rali nacional

Depois de passar por Curitiba, os ralizeiros voltam as suas atenções para o Suzuki Day, que vai acontecer em Petrópolis nos dias...

Leia também Judoca petropolitano de 13 anos é bronze na Holanda

Orgulho da família e, agora também, de toda a cidade, o judoca Matheus Domingues Moreira, de 13 anos, voltou da Holanda esta semana com...

Leia também Com chave e luvas de ouro: Julio César se despede do Flamengo

 Maracanã lotado e a vitória do Flamengo contra o América, com dois gols de Henrique Dourado, fizeram a noite deste s&aacute...

Leia também Escolinha Comac faz sucesso no futebol e se prepara para a Copa Tribuninha

A Comissão Municipal de Atuação Comunitária de Petrópolis comemora o sucesso da Escolinha Comac de Futebol, voltada...